Coldplay e o “Viva la vida”

A partir de hoje uma nova etapa no blog. Começo a postar meus textos. E para começar, quero propor uma reflexão sobre a letra da música “Viva la Vida” do Coldplay.

Achei as mais curiosas interpretações para a letra. Dentre elas, a mais interessante, afirma a letra como uma analogia a Napoleão e uma possível descrição de sua queda. Uma interpretação, que, aliás, pode ser muito convincente para os fãs. Porém, apesar de conhecer essa e outras explicações, gostaria de propor uma outra ótica, que ao menos prencha o vazio que nenhuma das explanações que li conseguiu preencher.

Sugestão

Porém, antes que voce leia minha hipótese, sugiro que voce examine toda a letra da música. E só então, leia o texto. Isso para que ninguém pense que sua opinião foi distorcida. Depois dessa introdução, vamos a uma explicação sobre a letra.

Porque Viva la vida?

O título da música é uma alusão direta a expressão “vida longa ao rei!”(Já ouviu isso né?) e foi baseado no quadro de mesmo nome da artista Frida Khalo. Tanto o clipe, quanto a arte do cd foi baseada na obra de Delacoroix “La Liberté guidant le peuple” (Liberdade liderando o povo). Sem detalhar profundamente o quadro, podemos concluir uma coisa: A música trata da deposição de um rei ou um governo e suas consequências. Com isso em mente vamos a música.

I used to rule the world

Seas would rise when I gave the word

Eu costumava dominar o mundo

Mares se agitatavam ao meu comando

O diabo é citado na Bíblia como principe do mundo pelo menos tres vezes. (João 12:31, João 14:30, João 16:11 respectvamente) Observe:

…“Chegou o momento de ser julgado este mundo, e agora o seu príncipe será expulso.”

… “Já não falarei muito convosco, porque aí vem o príncipe do mundo; e ele nada tem em mim;”

… “do juízo, porque o príncipe deste mundo já está julgado.”

Now in the morning and I sleep alone

Sweep the streets I used to own

Agora, pela manhã, durmo sozinho

Varro as ruas que costumava possuir

A bíblia diz que satanás era chamado de Estrela da Manhã.

12 Como caíste do céu, ó estrela da manhã, filho da alva! Como foste lançado por terra, tu que debilitavas as nações!

Jesus disse que espíritos maus costumam voltar ao lugar onde antes reinavam. Inclusive um dos termos usados por Jesus para como podem encontram um lugar é “varrido”. Outra interessante coincidência essa do autor usar termos similares. Perceba.

Mateus 12

43 Quando o espírito imundo sai do homem, anda por lugares áridos procurando repouso, porém não encontra.

44 Por isso, diz: Voltarei para minha casa donde saí. E, tendo voltado, a encontra vazia, varrida e ornamentada.

O que vem a seguir, não teria a mesma força sem a cena deste momento no clipe da música. Por isso, utilizarei a imagem do clipe para ilustrar minha hipótese.

I used to roll the dice

Feel the fear in my enemy’s eyes

Eu costumava jogar os dados

Sentia o medo nos olhos dos meus inimigos

No momento em que Cris (vocalista) fala “inimigos” (veja abaixo)Ele aponta para os céus como indicando o lugar onde os inimigos estão. Mais uma coincidência.

ScreenShot003

Acredito que a estrofe seguinte dá um salto para o momento da crucificação de Jesus. Para entender assim é necessário ver tudo que a música vai falar e não apenas a parte. Analise as estrofes seguintes:

Listen as the crowd would sing

“Now the old king is dead! Long live the king!”

One minute I held the key

Next the walls were closed on me

And I discovered that my castles stand

Upon pillars of salt and pillars of sand

Ouvia como o povo cantava:

“Agora o velho rei está morto! Vida longa ao rei!”

Em um minuto eu detinha a chave

Próximo das paredes pelas quais fui cercado

E percebi que meus castelos estavam erguidos

Sobre pilares de sal e pilares de areia

Essas seis estrofes narram um cenário complexo e por isso de difícil compreensão. Isso para quem ainda não leu a Bíblia. Aliás algo que entrevistas atestam epoucos sabem é que Cris teria sido filho de pastor e se considera um cristão. O que aumenta ainda mais a probabilidade de que isso não seja uma coincidência mas a escrita de alguém que conhece muito bem a narrativa bíblica. O que é fortalecido pela citação ao sal e areia o que poderia ser uma alusão aquilo que Deus faz mas que prefiro não aprofundar aqui para não dispersaemos. Sendo assim, voltemos ao cenário.

Essa estrofe poderia ser interpretada como uma palavra clara do diabo. “Ouvia a multidão dizer o velho rei está morto”. O que possivelmente teria sido testemunhado pelo pai da mentira. Destaco um texto para voces:

…”desça agora da cruz o Cristo, o rei de Israel, para que vejamos e creiamos. Também os que com ele foram crucificados o insultavam.” Marcos 15:32

O trecho seguinte parece não apenas descrever o cenário como também mostrar outros integrantes da cena. Como a descrição dos participantes de uma grande ópera de zombaria. Algo que, segundo a bíblia, realmente aconteceu visto que nos evangelhos temos o registro de pessoas zombando de Jesus. Inclusive os soldados romanos que o crucificavam e parecem ser citados nos trechos seguintes.

I hear Jerusalem bells are ringing

Roman Cavalry choirs are singing

Eu ouço os sinos de Jerusalém tocando

Os corais da cavalaria romana cantando

Como eu disse se trata de um cenário complexo. Lemos na Bíblia que aquilo que parecia ser a queda de um rei foi o seu maior triunfo. E o que parecia ser a derrota de Jesus se fez na maior vergonha de satanas. A chave da morte e do inferno que antes estavam no domínio do diabo foram tomadas por Jesus pela vitória do Calvário.

“e, despojando os principados e as potestades, publicamente os expôs ao desprezo, triunfando deles na cruz.”

Colossenses 2:15(grifo meu)

Quando o vi, caí a seus pés como morto. Porém ele pôs sobre mim a mão direita, dizendo: Não temas; eu sou o primeiro e o último

e aquele que vive; estive morto, mas eis que estou vivo pelos séculos dos séculos e tenho as chaves da morte e do inferno.

Apocalipse 1:17,18(grifo meu)

Depois desse quadro de derrota o emissor da mensagem muda seu tom de um testemunho para um apelo a todos aqueles que o ouvem. Algo como se dissese “todas essas coisas injustas aconteceram comigo, mas voce pode lutar por minha causa nessa injustiça. Os trechos seguintes não me deixam mentir.

Be my mirror, my sword and shield

My missionaries in a foreign field

For some reason I can’t explain

Once you go there was never

Seja meu espelho, minha espada e escudo

Meus missionários em uma terra estrangeira

Por Algum motivo que eu não sei explicar

Foi assim quando eu dominava o mundo

Em outras palavras: “seja como eu,(espelho) lute por mim(espada) e me defenda!(escudo) Seja meu enviado em uma terra que não é mais minha…Pois estou nesta situação. Faça isso por mim uma vez que voce sabe, neste rei(Jesus?), nunca houve uma palavra honesta, quando eu dominava o mundo.

Isso tudo apenas na primeira parte e refrão. A segunda parte da música vem como uma maneira de enfatizar a injustiça sofrida pelo comunicador. Aqui ele diz que sua derrota se deu de maneira súbita por meio de um vento selvagem. Seria essa uma alusão ao Espírito Santo enviado a igreja? Seria essa a derrota afirmada pela bíblia na qual o diabo sucumbirá pelo sopro da boca de Deus? Ou seriam ambas? O fato é que a letra segue mostrando que essa queda transformou o “injustiçado comunicador” em algo inimaginável.

It was the wicked and wild wind

Blew down the doors to let me in

Shattered windows and the sound of drums

People couldn’t believe what I’d become

Janelas destruídas e o som de tambores

Foi o terrível e selvagem vento

Que derrubou as portas para que eu entrasse

O povo não poderia acreditar no que me tornei

Essa frase me lembra assombrosamente que vemos em Ezequiel

Todos os que te conhecem entre os povos estão espantados de ti; vens a ser objeto de espanto e jamais subsistirás.

Ezequiel 28:19

O desfecho da segunda parte mostra os que se opõem ao diabo como “revolucionários que pedem por sua cabeça em uma bandeja de prata”. Aqui um diabo injustiçado sofre como uma “marionete solitária” que só queria ser o rei.

Revolutionaries wait

For my head on a silver plate

Just a puppet on a lonely string

Oh who would ever want to be king?

Revolucionários esperam

Pela minha cabeça em uma bandeja de prata

Apenas uma marionete em uma solitária corda

Oh, quem realmente ia querer ser rei?

Uma última coisa merece destaque. Uma pequena modificação na letra mostra a certeza de um inimigo de Deus: a certeza que não entrará no céu:

I know Saint Peter won’t call my name

Eu sei que São Pedro não chamará meu nome

Agora provevelmente voce venha me perguntar o que pretendo com esse texto. Minha resposta é simples. Enfatizar que existe uma guerra. Sim há uma guerra em andamento e não existe campo neutro nesta guerra. Não há susbsídios que nos levem a crer em uma trégua. Só o combate ardente e a luta constante. Uma guerra entre o bem e o mal, por mais moralista que isso pareça.

Essa música é um relato e um apelo aos que ouvem para se tornarem missionários de uma causa. E nós cristãos, ainda nos conformaremos a não lutar por nossa causa? Desperdiçaremos a vida enquanto milhares se perdem por crer em uma grande mentira. E voce que leu esse texto até o fim o que pensa disso?

Sim, voce, meu caro admirador do Coldplay, ouça o que tenho a dizer. Essa não é apenas uma letra. É um tratado, um contrato de uma causa a se seguir. E infelizmente não é a Jesus que o Coldplay está incentivando voce a servir. Agora se não é esse o chamado que voce quer viver para sua vida eu proponho o melhor. Cristo nos chamou para não desperdiçarmos nossa vida. Ele morreu por nós porque nos ama e deseja que sejamos como Ele.

O diabo foi colocado na situação que voce ouviu porque quis ser igual a Deus. E ainda quer ser até hoje e por isso luta por sua vida. Porém Jesus não apenas lutou por sua vida como também morreu por ela, para que voce tenha a verdadeira vida.

2 Coríntios 5:15 E ele[Jesus] morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si mesmos, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou.

Romanos 14:9 Foi precisamente para esse fim que Cristo morreu e ressurgiu: para ser Senhor tanto de mortos como de vivos.

Viva a vida realmente. Mas viva a vida para Cristo.

About these ads

117 Comentários on “Coldplay e o “Viva la vida””

  1. Andressa disse:

    Olá! Sou amiga do Thiago e ele me mandou o link do seu blog pra que eu lesse seu texto.
    Sou evangélica e não sou fã do Clodplay, por isso, não me entenda mal, só não concordo com a sua vertente.
    Sou historiadora e vejo a letra com um outro olhar.
    Apesar do Clodplay ter assumido que algumas das suas músicas tem um cunho religioso, Viva la Vida não faz referência a religião, mas sim à Revolução Francesa.
    À primeira vista, é uma música que narra a queda de um Rei, como você bem disse, mas analisando melhor podemos perceber que se trata de Luiz XVI.
    Vamos à letra, então:
    “Eu costumava dominar o mundo
    Mares se agitatavam ao meu comando”

    Remete diretamente ao poder que o rei tinha naquela época. Lembre do absolutismo, todo o poder nas mãos do rei.

    “Agora, pela manhã, durmo sozinho
    Varro as ruas que costumava possuir”

    Aquele que era o soberano, o rei que detinha todo o poder nas mãos, agora não manda em mais nada. A Revolução Francesa altera a ordem política e social. O Antigo Regime estava com suas estruturas abaladas e a burguesia ganhava cada vez mais importância.

    “Eu costumava jogar os dados
    Sentia o medo nos olhos dos meus inimigos”

    O rei tinha o poder absoluto, então ele mandava e demandava de acordo com sua vontade. Na cena selecionada, o Cris joga os dados pra cima e depois ele olha pra cima, pra vê-los cair.

    “Ouvia como o povo cantava:
    “Agora o velho rei está morto! Vida longa ao rei!”
    Em um minuto eu detinha a chave
    Próximo das paredes pelas quais fui cercado
    E percebi que meus castelos estavam erguidos
    Sobre pilares de sal e pilares de areia”

    Essa célebre frase, tem a ver com o absolutismo, quando um rei morria, outro assumia seu lugar. O povo saudava o novo rei com essa frase. E as frases que se seguem se referem a efemeridade do poder, algo passageiro. Ele tinha as chaves (poder) e agora não tem mais e vê tudo desmoronar (como um castelo de areia).

    “Eu ouço os sinos de Jerusalém tocando
    Os corais da cavalaria romana cantando
    Seja meu espelho, minha espada e escudo
    Meus missionários em uma terra estrangeira
    Por Algum motivo que eu não sei explicar
    Foi assim quando eu dominava o mundo”

    No Antigo Regime, o Clero tb detinha muito poder. A Igreja Católica possuia muitas terras e nesse período o poder estava diretamente ligado à posse de terras. O Estado e a Igreja eram vinculados. Pode-se perceber isso através dos casamentos e funerais, era Igreja que os realizava e tinham valor legal. Hoje é o casamento civil que tem valor legal e é o Estado que concede certidão de nascimento, casamento e óbito. Antes tb era a Igreja que registrava em seus livros os nascimentos.

    “Janelas destruídas e o som de tambores
    Foi o terrível e selvagem vento
    Que derrubou as portas para que eu entrasse
    O povo não poderia acreditar no que me tornei”

    Os tambores e os sinos que aparecem no clipe, eram símbolos da revolução. E realmente ninguém poderia acreditar que a nobreza fosse perder seu poder pra burguesia.

    “Revolucionários esperam
    Pela minha cabeça em uma bandeja de prata
    Apenas uma marionete em uma solitária corda
    Oh, quem realmente ia querer ser rei?”

    O rei Luiz XVI perdeu sua cabeça na guilhotina, prática comum na época. Imagina alguém enforcado, lembra realmente uma marionete numa única corda. Quem gostaria de ser rei nesse momento em que os reis estavam perdendo seu poder? Em que a ordem social e política estava sendo mudada?

    “Eu sei que São Pedro não chamará meu nome”

    Os reis cometiam muitas injustiças pra que prevalecesse suas vontades, num tempo em que a Igreja controlava seus fiéis com a noção de pecado. Então era como se ele estivesse lembrando de todos os delitos que cometeu, sabendo que não entraria nos céus.

    A música representa o lamento de um rei que já teve muita importância numa sociedade que o valorizava e de repente vê todos os valores serem mudados.

    Então é só! rsrsrs É só minha opinião…

    • filipeflexa disse:

      Andressa,

      Muito obrigado por seu interesse em ter uma posição bem bíblica sobre a interpretação da letra Viva la vida. Esse também é meu objetivo. Assim vou utilizar seus argumentos para enfatizar algo que disse no texto mas que talvez não tenha ficado claro o suficiente.

      1)
      Não afirmei em momento nenhum a interpretação unilateral para esta letra. Isso por que creio que o autor tenha utilizado o recurso de fazer uma obra aberta. Ou seja, tenha escolhido elementos que podem ser interpretados das mais diversas formas a fim de aumentar a abrangência de pessoas alcançadas pela letra.

      2)
      Em minha opinião, na verdade, essa escolha pode ter sido, ainda que involutariamente, influenciada por um recurso muitíssimo utilizada na Bíblia, a qual é conhecida pelo autor da letra Viva la vida. O recurso do qual falo foi utilizado por Ezequiel – falando do Principe de Tiro – e por Isaias – falando sobre o rei da Babilônia. O autor alude elementos de uma queda anterior e maior – de satanás – que encontra pontos comuns na vida do rei a quem estava sendo direcionada a carta.

      3)
      Não creio que sua opinião seja contrária a minha, senão que a reforçe ainda mais. Isso pelo simples fato de aumentar o leque de possibilidades que o autor, com muita inteligência, consegue tocar ao ser um pouco genérico. Porém, meu objetivo foi mostrar que a utilização de alguns elementos de teor espiritual da letra podem ser, muito facilmente, relacionados a figura de Satanas por alguém que, como vc, conheçe a Bíblia.

      Espero que essa breve resposta possa ter deixado claro que não gostaria de ser visto como um extremista que vê o diabo em tudo. Porém, foi impossível para mim não ver esses elementos que apontam de maneira tão direta para eventos bíblicos. E isso tem sido visto por muitos que tem entrado em meu blog buscando a relação que a letra tenha com o diabo ou Jesus.

      Agradeço novamente por me prestigiar ao escrever uma resposta tão exspressiva

      um abraço
      no amor de Jesus
      Filipe Fleixeira

      • Renan Antunes disse:

        Oi,

        Estive procurando algumas interpretações sobre a música e, por me interessar sobre assuntos de cunho religiosos, li com bastante atenção.
        Uma coisa é certa: há várias interpretações.
        Só que eu prefiro sempre a interpretação do bem. Da mesma forma como você conseguiu vários argumentos, encontrados na Bíblia, para justificar a sua interpretação, eu acredito que outros argumentos também cairiam bem para justificá-los como uma possível vitória do BEM sobre o MAL (nesse caso, de Jesus sobre Satanás).
        Não sou o que pode se dizer de fã de coldplay, pois na verdade só ouço esse último álbum e não me ofende ver uma interpretação igual a sua, pelo contrário, ela me deixou curioso.
        Da mesma forma que não tenho tanto conhecimento bíblico para argumentar sobre isso, mas tenho conhecimento bíblico o suficiente para afirmar que existem trechos que aludem a vitória de Cristo sobre Satanás, que é quando Ele voltará para receber seus seguidores.
        Prefiro acreditar na busca do BEM vencendo o MAL, sempre.
        Na verdade, outra coisa é clara, ninguém faria alusão bíblica de Satanás vencendo Jesus por simplesmente ouvir a música, já que para ter essa “interpretação” seria necessário extenso conhecimento bíblico. Ou talvez não, como eu prefiro acreditar, talvez outros tão conhecedores da palavra quanto você também tenham outras interpretações, que possam ser até mais “otimistas” =)

        Grande abraço!

      • Estenio Jeferson disse:

        Parece que têm algo escrito nas núvens?
        O que pode ser?
        Eu sou músico e não tenho costume de ouvir músicas populares, porém quando ouvir esta música percebir que ela nos prende a atenção do início ao fim. Os sons dos tambores é muito envolvente. Músicas com uma mesma pulsação tende a nos prender.
        “Agora, pela manhã, durmo sozinho
        Varro as ruas que costumava possuir”
        Nota-se q logo após esta frase tem um momento instrumental que leva-nos a entender uma faxina tranquia. Quem poderia estar fazendo a limpeza?

        “costumava jogar os dados
        Sentia o medo nos olhos dos meus inimigos”.

        Se for o diabo dizendo, o inimigo dele é Deus e Deus não tem medo de satanas, acredito eu.
        Já Jesus colocava terrô nos demônios. Marcos cap: 5

        “Eu costumava dominar o mundo
        Mares se agitatavam ao meu comando”

        Bom, quando Jesus e seu discípulos estavam no barco passando de uma cidade a outra, foram acometidos de uma tempestade e esta tempestade e o mar revolto com certeza não era da parte de Deus.
        O nome de Jesus foi louvado por este milagre e satanás saiu perdendo. Graças a Deus.

        É muito complexo este texto, ainda não consigo definir quem é este príncipe. Que Deus nos dê graça para não sermos enganados.

    • Danyelle disse:

      Quando vi a tradução da música pela primeira vez, meus olhos espirituais pareceram se abrir logo na primeira estrofe:

      “Eu dominava o mundo
      Os oceanos se abriam quando eu ordenava
      Agora pela manhã durmo sozinho
      Varro as ruas que já foram minhas” [...]

      “Os oceanos se abriam quando eu ordenava”. Isso me fez pensar imediatamente na libertação do povo do Egito, onde houve a abertura do Mar Vermelho dando acesso a terra prometida.

      Mas, quando vi o primeiro verso “Eu dominava o mundo”, as coisas desandaram… Se na mesma estrofe há o relato de um prodígio que cabe somente a Deus, que é a abertura do mar, usando Moisés como seu instrumento, como o verbo dominar está no passado? Se dominava, não domina mais. Então ele está querendo dizer que Deus não tem mais poder ou algo parecido?
      Ou será apenas uma mera comparação, onde ele quis mostrar quão grande eram os poderes da pessoa em questão? Poderes esses que chegaram ao final por algum motivo… já que ele afirma que hoje não mais domina.

      A coisa começa a fazer menos sentido ainda quando vem o terceiro verso “Agora pela manhã durmo sozinho”. Lendo os comentários vi a seguinte indagação: “Pq ele dormiria sozinho pela manhã?” rss
      E concordo… As pessoas geralmente quando se referem a “dormir”, citam a noite… Mas quando amanhece, muitos ainda estão dormindo, não é verdade? rss
      Não sei por qual motivo ele escolheu falar sobre a manhã… Mas que satanás foi chamado Estrela da Manhã, é verdade. Boa sacada.

      O curioso é que a estrela da manhã é o Sol… E Luís XIV era chamado o Rei Sol. Se o caso de dizer que a tal pessoa agora dorme sozinha pela manhã for na intenção de se referir a algo relacionado ao símbolo que está atrelado à pessoa, eis aí mais uma grande questão.

      De acordo com o baixista da banda, a música “é uma história sobre um rei que perdeu seu reino”, e que “a obra é baseada na idéia de revolucionários e guerrilheiros [...]“.

      Porém, os elementos bíblicos contidos na letra estão muitíssimos claros. Podemos encontrar vários além do que eu já citei anteriormente:

      “E eu então descobri, que meus castelos se apoiam sobre pilares de sal e pilares de areia”. Jesus contou uma parábola referente a edificação de uma casa numa rocha, por um homem sábio, e a edificação de uma casa na areia, por um homem tolo.

      [...] “Pela minha cabeça numa bandeja de prata”, o que nos remete a história de João Batista, onde sua cabeça foi pedida como presente numa bandeja de prata.

      “Eu sei que São Pedro não chamará meu nome”. O que todos já sabem, está relacionado a crença de que São pedro possui a chave dos céus e irá decidir quem entrará e quem não entrará; e também ao versículo 19 presente no livro de Matheus, capítulo 16, onde Jesus diz a Pedro que lhe entregará as chaves para o reino dos céus.

      De acordo com o próprio Chris Martin, essa mesma parte onde diz que São pedro não chamará o nome da pessoa em questão, “é sobre… você não estar na lista”. Afirmou também: “Eu era um menino travesso. E sempre me fascinou a ideia de terminar a sua vida e, em seguida, está sendo analisado da mesma. E essa ideia funciona com a maioria das religiões [...]”

      Bom, ao olharmos as músicas da banda Coldplay, podemos perceber que esses elementos bíblicos estão sempre presentes em suas composições, do mesmo modo que em Viva La Vida.

      A música “Moses” (Moisés) é um exemplo. Em um dos versos da música ele diz “Como Moisés tem poder sobre o mar, você tem poder sobre mim” [...]. Se olharmos a letra desta mesma música, vemos que no geral é do tipo romântica… como se esse verso estivesse sendo dito a alguma mulher.
      Percebemos então que mais uma vez ele utiliza uma passagem bíblica [a mesma utilizada em Viva La Vida] para demonstrar a grandiosidade da coisa… Conseguem ver?

      Quanto ao “wild wind” (vento selvagem) presente no verso “Foi o terrível e selvagem vento” também encontrado em “Viva La Vida”, em uma outra música ele também cita essa mesma expressão. O nome da música é “Life in Technicolor II” (Vida em Technicolor II), onde ele diz logo no início da música: “There’s a wild wind blowing down the corner of my street” (Há um vento selvagem soprando pelas esquinas da minha rua).

      Como podemos perceber, os elementos se repetem nas suas composições. E há muitos além desses 2 citados anteriormente. Sempre há uma coisa em comum entre as letras das músicas.

      Enfim, acho que, no geral, a intenção foi realmente essa: contar a história de um rei que esteve no auge um dia; que, como todos os reis, tinham guerreiros que eram seu espelho, espada e escudo… que saíam em missões e lutavam pelo seu rei em campos desconhecidos, mostrando sempre fidelidade ao sei reino… Um rei que fez várias coisas erradas na vida – “nunca houve uma palavra honesta”, ele diz – quando ele dominava o mundo… e que por isso não irá aceito por São Pedro no céu.

      Mas é certo que devemos estar sempre vigiando. Pq a música n deixa de ser um grande veículo para a disseminação de mensagens subliminares que não são do agrado de Deus.

      Que Deus continue sempre abrindo nossos olhos espirituais e nos dando sabedoria para discernir o que é bom e o que não é; sem cometermos injustiças. Só Deus mesmo pra saber o que passou pela cabeça de Chris na hora que ele estava compondo a música! rss

      Abraços!

      Que o verdadeiro Deus seja louvado.
      O Rei dos Reis… O Eu Sou!

    • jairo disse:

      Eu gosto muito da melodia desta musica,mas realmente fica dificil apos leaaletra dela, pois so pode ser uma coia diabolica, Pois se fosse de Deus , nao seria tao codificada assim, as coisas de Deus nao sao estranhas, nao provocam CONFUSAO, o verso que mais meaflige e o que diz NAO serei chamado por sao Pedro, ual isso e claro,nao e referente ao Luiz XVI, e sim ao Inimigo.

    • guilherme disse:

      a melhor interpretação da musica que vi até agora- e olha que já vi muitas, cada uma mais absurda que a outra- parabéns …

    • Não sou nem religiosa, nem historiadora, nem fã do Coldplay, a não ser por gostar dessa música em particular. Sou bióloga, tradutora de inglês (cursando Letras), leitora compulsiva de vários segmentos literários, incluindo os textos bíblicos e históricos. Acredito que o autor realmente deixou a interpretação livre, mas que sua verdadeira intenção era o enfoque bíblico/histórico. Mas, de maneira alguma, acredito que ele tenha intentado em “recrutar soldados para a causa de Satanás”. Para mim é evidente que o personagem que discursa é o Rei Tibério, que nunca quis ser rei (“Oh who would ever want to be king?”), segundo relatos de historiadores. Ele era o “dono do mundo” quando Jesus foi crucificado, foi um dos maiores generais que Roma teve, recrutou muitos soldados (“Be my mirror, my sword and shield My missionaries in a foreign field.”) Como a maioria dos césares, não chegou e se manteve no poder por gentilezas, a desconfiança e a paranoia eram comuns (“Never an honest word”). Cometeu atos absurdos e foi exilado (“One minute I held the key Next the walls were closed on me”). O povo estava infeliz com seu reinado, quando foi declarado morto antes da hora por Calígula (“Listened as the crowd would sing ‘Now the old king is dead! Long live the king!’”)…

  2. ... disse:

    Nerd Crente.

    • Eu prefiro chamá-lo de Discípulo Conhecedor da Palavra (:

    • ale disse:

      AS BANDAS TEM ESSA VIAGEM DE QUERER SER ALGO MISTERIOSO E ORIGINAL MAS NAO REAL BEIRAM AO RIDICULO FAZENDO ESSAS ANALOGIOAS COM O MUNDO OBSCURO, APENAS COM O OBJETIVO DE VENDER DISCOS
      POR FAZER COISAS BIZARRAS E MAIS FACIL DO QUE CRIAR UMA LETRA CHEIA DE INSPIRAÇÕES E BOM GOSTO. COMO A MUSICA DEVERIA DE SER APENAS ALGO QUE VC OUÇA E TE TRADUZA A UM MOMENTO ONDE O TEU INTELECTO SE CONECTA DE UMA FORMA PRAZEROSO COMO UM BOTÃO PRA LIGAR A AREA DO TEU CEREBRO ONDE ESTA O PRAZER. ISSO SIM É QUE UMA MUSICA DEVE DE FAZER. UMAS FAZEM CHORAR DE EMOÇÃO OUTRAS QUASE QUE IPNÓTICAS POIS INTERAGEM EM DIRETO COM O TEU SENTIDO LÍRICO.

    • eu prefiro chama-lo de servo de Deus, conhecedor da palavra

  3. João disse:

    Muito interessante ! Nunca tinha visto a letra dessa forma !

  4. Beto disse:

    Concordo com a Vanessa.

    Como o Filipe colocou, existem dois extremos, mas não é necessário que TODA obra musical ou artística (pintura, literatura, escultura e demais artes) esteja situada em um dos dois extremos.

    Nós cristãos, às vezes tendemos a extremizar TODAS as coisas, o que nem sempre é correto. Há três fontes de inspiração para qualquer arte no mundo, a divina, a maligna e a natural – ou seja inspirada pelo homem, pela natureza, por sentimentos, mas que não remeta espiritualmente a nenhuma verdade (ou inverdade).

    Não é questão de “ver o diabo em tudo” mas de ver as coisas com olhos humanos. Como cristão, e professor, ensino meus alunos que existem situações em que devemos ser humanos – sem deixar de ser espirituais. Se estamos num museu e paramos em frente a uma obra de arte, nem sempre vamos pensar espiritualmente sobre aquela obra. Vamos simplesmente admirá-la como qualquer “ser humano”. Não vamos tentar interpretar a Monalisa, ou Romero Brito ou Rodin ou Shakespeare de maneira espiritual pois nem sempre as suas obras tem fundos espirituais. A bem da verdade, a grande maioria das obras (e aqui inclua-se TODA forma de arte desde a música até um livro) não tem verdade espiritual nenhuma. São apenas obras, e como tal, devem ser apreciadas.

    Mas nós, como cristãos, em TUDO que fizermos, façamos sempre como a Deus e para a glória Dele!

    Abraço a todos
    God Bless U All!

    Beto Santos (Curitiba)

    • Beto disse:

      Apenas corrigindo: “concordo com a ANDRESSA” e não Vanessa que fez o primeiro comentário! Valeu!

    • carla disse:

      Bem o vc Beto esta certíssimo eu que sou evangelica,assim que a cantora lady gaga lançou seu clipe Alejandro, vi que nele tinha varias imagens satanistas e tudo mais dai passei a por Deus e o diabo em tudo que eu via por mas que não tivesse, tipo eu via mensagens subliminares no clipe da miley cyrus,as vezes cometemos erros,existe sim a maçonaria em clipes de alguns cantores, mas nem todo são iguais, cara eu gosto muito de coldplay,assim que vi esse clipe pela 4° vez achei que ele ou falava de Deus ou do diabo, mas parei para pensar,estamos no mundo em que nada é imposivel,mas tem cantores que não utilizam a maçonaria para fazer sucesso vem de si mesmo,por exemplo a voz de um cantor vem do poder de Deus, ele esta so explicando o que ocorreu em nossa historia, isto é CULTURA para quem não conhece e não SATANISMO! Algumas pessoas não enxergam isso, como eu era antes,sei como é ! Obrigada!beijoss para todos!

      • Leo disse:

        vc deveria estudar mais sobre maçonaria, pois não há nada de satanista nela, muito pelo contrário, para ser tornar maçon deve-se primeiramente acreditar em DEUS.
        Não julgueis pela aparência mas julgai segundo o reto juízo.
        João 7:24

  5. Rodrigo disse:

    Concordo com o Felipe Flecha, sobretudo quando ele diz que as coisas são escritas de forma a serem mais abrangentes. Até porque, que interesse tem a banda em fazer uma música relembrando história, se isso, de alguma forma, não tivesse ligação com o que o autor vive atualmente? O Coldplay tá entrando no ramo da educação? HUaHuaHu
    Aquele professor, Beto, dizendo que as coisas não devem ser espiritualizadas. Nâo concordo com ele. Acho que podemos até dizer para não espiritualizar as coisas quando isso de alguma forma nos impedir de analisar as coisas mais friamente, de maneira ampla, nos levando simplesmente a rotular “é do diabo” ou “é de Deus”. Mas não é todo mundo que é tão limitadinho a ponto de não conseguir tirar outras significações, de obras de arte, por exemplo, sem ser as espirituais.
    Na minha concepção, fazer uma análise espiritual de tudo só vem a contribuir para que se alcance a real dimensão das coisas. Nós sabemos que tudo que existe é subordinado espiritualmente, e, para quem tem caminhada espiritual, sabemos que a coisa é infinita! Existem elos a perder de vista. Mais ampla, inclusive, que a natural, porém é “sim, sim”, “não, não”. Ou seja, com a lente do Espírito alcançamos a verdade, e não ficamos com hipóteses surreais: “ah, ele quis dizer isso”, “não, ele quis dizer aquilo”. Bom, seja lá o que formos analisar, se é da mão do homem que saiu, façamos perguntas básicas: POR QUE ELE FEZ ISSO? – muito provável que quem fez não sabe o porquê. Apenas sentiu vontade, achou bonito, pegou e fez. – O QUE ELE TAVA QUERENDO DIZER COM ISSO? – nisso entra a parte consciente. E, FINALMENTE, A MAIS IMPORTANTE: O QUE ELE ESTÁ DIZENDO COM ISSO? – Quem ta usando o trabalho dele? Deus? Quais são as mensagens que estão sendo insinuadas? Óbvio, a lente do espectador muda muita coisa, mas, mesmo assim, acho que a pessoa absorve aquilo que está realmente sendo dito, e isso de maneira espiritual. Ah, e vamo combiná, prum cara que é filho de pastor usar termos como “Jerusálem”, “chave” – ESSA DA CHAVE FOI DEMAIS. Agora, a que mais me impressionou foi “Agora, pela manhã, durmo sozinho”. Tipo assim, porque não “agora, pela noite, durmo sozinho”? É…, pelo visto São Pedro não vai chamar o nome dele mesmo…Para mim há um excesso de alusões bíblicas – repetindo, o cara tem conhecimento de causa – que nos impossibilita concordar com um sentido histórico restrito. A verdade que, seja lá o que fazemos, seja escrevendo, cantando, dançando, seja arte, nos expomos. Falamos de nós mesmos, de tudo que há em nós. E, no meio de nós, não falta o “espiritual”.

    • É isso! Isso aí. Tudo o que eu precisava dizer em um texto bastante objetivo. Destaco os trechos:

      Até porque, que interesse tem a banda em fazer uma música relembrando história, se isso, de alguma forma, não tivesse ligação com o que o autor vive atualmente? O Coldplay tá entrando no ramo da educação?

      Ah, e vamos combinar, para um cara que é filho de pastor usar termos como “Jerusálem”, “chave” – ESSA DA CHAVE FOI DEMAIS.

      Acrescento: Ele só pode estar fazendo alusão a algo bastante óbvio para PELO MENOS nós cristãos. Quem tem ouvidos para ouvir, OUÇA.

  6. Elisabeth disse:

    Quer dizer que o inimigo de Chris está no céu???? Só se forem os urubus!!! Que interpretação medíocre, use seu tempo para outras coisas por favor! O que é isso? Uma espécie de julgamento forçado?! Bahhhhhhhhh

  7. érika silva disse:

    eu quero parabenizar o Felipe pelo esclarecimento, eu acredito q deus fala pra nós exactamente o q precisamos e desde a 1a vez q eu ouvi essa musica e vi seu significado senti q alguna coisa não batia totalmente certo. eu acredito q tenha sido um aviso divino: diz a biblia, quem tem ouvidos q ouça o q o espirito diz á igreja, e eu graças a deus ouvi.
    muito obrigada mesmo.

  8. Oi Flexa (: E aí? tudo legal? Eu preciso dizer que amei o blog e sua forma de escrever. Vamos deixar os elogios para outro comentário e falar sobre a postagem.

    Bem, na minha opinião não tem nada de extremo na análise e esse negócio de analisar as coisas ora de forma humana ora de forma espiritual nem rola. A bíblia diz que Deus é espírito, e que nós morremos para a nossa natureza humana, portanto TUDO o que vemos e ouvimos, devemos olhar de forma espiritual. Não é ver o diabo em tudo, o negócio é o seguinte: mesmo que a música não faça alusão nenhuma a satanás, ela não é uma música de adoração ao Senhor, portanto é o contrário (: Só existem dois reinos, e é por isso que tudo o que não está na luz está nas trevas.

    Nesse caso aqui, vemos uma daquelas músicas bem cara de pau, que chega mostrando tudo o que realmente quer dizer. Por mais que o autor da música tenha tentado fazer a pessoas acreditarem que tudo está relacionado à história, biblicamente falando, tudo o que o Flexa colocou faz sentido. Quem tem ouvidos para ouvir ouça.

    Eu não queria, mas devo dizer que me decepciono ao ver cristãos que não enxergam o que está na frente do nariz. Ponderem, essa música é demoníaca e é isso, beijos (:

  9. bosco disse:

    Creio que a música em questão não trata especificamente de uma situação ou um período propriamente dito, mormente por termos em nossa história exemplos de soberanos que detiam o Poder, mas que no entanto, com a revolta do povo, esses soberanos forma depostos. Hordieiramente temos um caso clássico de um soberano desse tipo de Soberano, JRA, o qual pensava que tinha poder sobre tudo e sobre todos, bradando aos sete ventos que o velho rei estava morto, JR. No entanto o que ele não percebeu foi que suas “obras super-faturadas” haviam sido contruidas sobre pilares de sal. Agora preso, se vê solitário e talvez arrependido dos atos que praticou.

    • bosco disse:

      errata: onde se lê “esses soberanos forma depostos” lê-se ” esses soberanos foram depostos”.

      e onde se lê “caso clássico de um soberano desse tipo de soberano” lê-se “caso clássico de um soberano desse tipo”.

  10. Susana disse:

    Achei interessante os dois pontos de vista.

  11. Sérgio disse:

    essa musica me chamou muita atenção,sou cristão e existe uma duvida em mim se ela faz apologia a satanas,ou uma simples historia…acho que preciso orar mais… ou consultar o proprio autor da musica

  12. aline flores disse:

    eu odeio essa musica , ela é chata e pra mim não significa nada…

  13. Déborah disse:

    Sou evangelica, um dia parei para saber qual o significado dessa musica, ii percebi q naum tinha muita coisa haver[^o)](ii pelo q eu li dos comentarias nao fui a unica), eu por conhecer um pouco da biblia, antes de qlqr coisa pudi ter uma ideia do q ‘provavelmente’ (nos 1° instantes) poderia sii tratar; então resolvi ter certeza disso ii encontrei o seu blog, ii realmente td a minha ideia foi confimada!, ii td q vc falou é verdade!
    Achei muito interessante td q foi falado no seu blog, peço a Deus obrigada pelo esclacimento do Espírito Santopara vc ii atravez de vc para nós, ii tbm obrigada pela sua viida
    **/ gostei msm!… principalmente pelo fato de vc ter usado a foto como um grande esclarecimento, no qual aqueles q realmete sabem do q sii trata poderiam ver com os proprios olhos]
    **// OLHA ESTOU ADMIRADA COM TD ISSO!!!

    ‘PARABÉNS, ii GLORIA A DEUS POR ISSO!!!

  14. Lucas Ferreira disse:

    Só queria lembra-los de uma coisa…
    a maior arma do diabo é fazer com que não acreditemos q ele exista ou influencie as coisas..

    Parabéns Filipe!

  15. Dann disse:

    Ele olha muito pro céu… em várias momentos ele o faz…

    Outra coisa que se atenta é que se ele tivesse feito mesmo essa música com um contexto mais histórico como a historiadora Andressa disse em um dos posts e até explicou. O Clipe teria algo, nem que fosse imagens ou um vestuário, qualquer coisa que pudesse corroborar com o história do Ex-Rei frances na qual a Andressa explica. O que não se tem no clipe inteiro…

    Acho difícil demais que essa música tenha realmente sido criada para um contexto mais histórico. Porém fico realmente triste por ver que essa interpretação que o autor fez, é uma grande possibilidade =/

  16. Juliana disse:

    (texto a aceitar) – Gosto muito desta música, tanto que a escolhi pra um trabalho de inglês que temos que cantar em aula a letra e explicar a vida do autor e se possível a música. Sou cristã. A princípio um colega do meu grupo havia me dito que tinha a ver com Satanás, e não acreditei, mas depois, lendo tudo que eu li aqui, embora não queira acreditar possivelmente o Filipe tem razão, e outro que postou também que pra Satanás é melhor que não consideremos que ele exista. Isto tudo faz muito sentido. Porém o que pretendia mostrar no trabalho era o contexto histórico que também pode ser considerado, mas agora acho que desconsiderei. Gostaria de apresentar esta música, mas agora fiquei até com medo que julguem meu grupo como ”pregadores do mal”.

  17. William disse:

    Oi Felipe, so queria saber se vc pode analisar também da musica “speed of sound” de Coldplay, me parece q tem algo errado com ela!

  18. disse:

    Parabéns, hoje eu ouvi essa música pela manhã enqnto estudava. E hj a noite fiquei curiosa sobre explicações sobre ela. Enfim achei esse link.
    Eu sempre gostei da melodia, sem nem entender nem ao menos ver o clip. A primeira vez que eu vi com a legenda, eu também pensei por um lado espiritual. Ainda mais que não sou muito chegada a momentos historicos … Acredito na alusão historica q tem a música, porém o espiritual em mim toca mais forte. Talvez por ser evangélica, conhecer a historia da biblia e coisas assim…
    Contudo, pensava que a última estrofe da música:

    ”Janelas destruídas e o som de tambores
    Foi o terrível e selvagem vento
    Que derrubou as portas para que eu entrasse
    O povo não poderia acreditar no que me tornei”

    Seila, era como se ele tivesse aprendido e se arrependido, mas não sabia direito o que era que o fez essa transformação( no caso Jesus), talvez por isso a grosseria de falar’selvagem vento’.
    E com a mudança, o povo não acreditaria no que ele tinha se tornado..
    Pra mim, revolucionário seria a ‘noiva’ a igreja. Mas como não sabia que o vocal, ou a banda pudessem conhecer alguma coisa sobre biblia.. Revolucionarios para ele seria o ‘inimigo’ qrendo acabar com ele, q agora estava arrependido.

    Mas vendo direitinho toda a explicação, vejo meu pensamento um tanto equivocado. Porque enxerguei algumas coisas que não tinha prestado atenção, como o refrão:

    ”Seja meu espelho, minha espada e escudo
    Meus missionários em uma terra estrangeira
    Por Algum motivo que eu não sei explicar
    Foi assim quando eu dominava o mundo..”

    Depois de tanto dizer, só tenho a dizer que é sepre bom termos cuidado com o que ouvimos, e escolhemos para ser canção para nossos lábios! Concerteza pela perplexidade, e alusões diferentes, ela engana, confundi, ainda mais quando mal interpretada.. como estava fazendo no final .
    Não julgando quem gosta, pq eu tbm gosto! Só mais atenção!

    Enfim, vontade de conhecimento da música finalizada!
    Obrigada aí .. A paz!

  19. “Tudo é tudo e nada é nada”(filosófica frase dita pelo glorioso Tim Maia!)

  20. juliana andregieski disse:

    Muito boa sua análise, e devemos sim sempre estar atentos as armadilhas que são colocadas pelo satanás, para que nao nos deixemos cair, orem e peçam o entendomento para Deus e Ele os dará!

  21. William Soares disse:

    “Um artista realiza sua obra inspirando-se naquilo que sabe, naquilo que vê. Se observarmos a história de vida dos grandes mestres da pintura universal, por exemplo, e analisarmos sua obra, será possível perceber que esses dois aspectos – vida e obra – estão interligados. Picasso pintava suas amantes: lindas, na fase do encantamento amoroso, e tenebrosas, quando já não gostava delas. Van Gogh retratou a cidade onde vivia, o quarto da pensão onde morava, e até mesmo o resultado de seus momentos de loucura, como num auto-retrato com a orelha decepada por ele mesmo. Essa é a principal característica de um grande artista, seja ele pintor, escultor ou músico: retratar sua própria história e a história de seu tempo. O baterista do Coldplay, Will Champion, disse certa vez que “Honestidade é a chave de tudo. (…) Você tem que cantar sobre o que conhece. Nós não cantamos sobre gigolôs e prostitutas nas ruas de Campton.”

    Vamos, então, trazer essa constatação sobre a criação artística e tentar encaixá-la na obra do Coldplay. Quem escreve as letras da banda é o Chris Martin. Logo, sua vida deve ter sido sempre cheia de afeto, já que suas canções falam basicamente de amor, seja ele bem-sucedido ou não. Mas, eu acredito que algumas dessas canções falam de outro tipo de amor.

    Falam de um ‘amor maior’. Falam de religiosidade! E como já é notório, Chris Martin sempre cita a educação religiosa que teve e o quanto ela foi determinante na formação da sua personalidade e do seu caráter. Essa religiosidade – e aqui eu preciso definir que, no meu entender, religiosidade é o sentimento que nos liga à Criação e não tem, necessariamente, que estar vinculado a missas católicas, cultos evangélicos, palestras espíritas, etc – está na vida do Chris de maneira flagrante. Seus filhos, por exemplo, se chamam Apple e Moses. Apple (maçã) é na Bíblia, o fruto proibido que leva Adão e Eva ao Pecado Original e consequentemente, à criação da humanidade; e Moses (Moisés) foi quem abriu as águas do Mar Vermelho, quem recebeu de Deus os Dez Mandamentos.

    Chris Martin já revelou numa entrevista, que deixou de cantar “Sympathy of the Devil”, da banda Rolling Stones, por achar que acabaria no inferno. Outro exemplo é a presença do Oracle (oráculo) no site oficial do Coldplay. Na Bíblia, o Oráculo diz saber de tudo, mas além de não inspirar confiança, é abominável aos olhos de Deus.

    Obviamente, um aspecto tão importante e tão presente na vida do artista Chris Martin, não estaria fora da sua obra. Então, eu convido você a abrir sua mente e fazer uma viagem inusitada pelas canções do Coldplay. Uma viagem mais… ‘profunda’, eu diria. Vou mostrar alguns exemplos dessa música mais ‘espiritual’ que o Chris escreve, usando nelas a camuflagem de ‘simples canção de amor’. Nessas músicas, às vezes ele parece estar confuso e arrependido de seus erros. Noutras vezes, se mostra grato, cheio de confiança e fé. Às vezes, parece profético. Noutras, ele canta como se fosse um porta-voz da mensagem do Cristo. Escute as canções e se deixe expandir a mente!

    Você não precisa acreditar na minha “teoria da religiosidade”. Talvez você não concorde comigo e, talvez, também não concorde com o Chris. Seja como for, as canções do Coldplay fazem bem à alma, e com isso você certamente concorda!

  22. William Soares disse:

    Felipe, gostaria de saber onde conheceu o “Coldplay e o viva la vida”? Vc é um ex-fã ou procurou a musica e a banda so para detona-la?

  23. Mara disse:

    Olá. Achei muito interessante sua análise. Ao ouvir a música obtive certas interpretações similares às suas. Não só bíblicas como também históricas. Mas o que ficou mais evidente pra mim foi uma passagem que eu não sei se vc comentou, mas não recordo de ter visto acima:
    “Agora o velho rei está morto! Vida longa ao rei!”
    Nessa passagem, fica evidente que ele re refere à Jesus. A morte de Jesus significou vida para todos. Eu considero o trecho ambíguo. Ao mesmo tempo que faz referência ao domínio de Satanás no mundo, como príncipe deste mundo, faz referência à vida que Jesus proporcionou à todos.

    Bom, é isso.

    Beijos e Deus te abençoe! :D

  24. Camila disse:

    Eu não queria, mas devo dizer que me decepciono ao ver cristãos que não enxergam o que está na frente do nariz. Ponderem, essa música é demoníaca e é isso ²

    Quando ouvi pela primeiro vez essa musica passando no TVZ enquanto esperava o meu pedido numa lanchonete, tive certeza disso.
    Não era uma música para adoração a Deus.
    Me assustei porque antes achava o ritmo dela bom, e quando vi a letra fiquei pasma.
    Busquei uma analise da música para tirar minhas conclusões e vejo que estava realmente certa.

  25. Adriana disse:

    Concordo com a Camila e também com o Rodrigo. Nós que somos conhecedores da palavra sabemos que existem dois caminhos A Luz e as trevas. Aquele que tem ouvidos que ouça!

  26. Quim Buckland disse:

    Quero parabenizar o Felipe pela exposição do tema, fantástico… Só não entendo os comentários “Ponderem, essa música é demoníaca e é isso”. E pessoas cuidado para não estarmos apressados de mais em julgar o que é e o que não é.
    Quero levantar aqui algumas questões relevantes.
    Banda como Ofcina G3, Lázaro e tantas outras são agradáveis aos ouvidos do Todo Poderoso?O Ritmo tbm não é importante?
    Por que o mundo hoje é tão “Cristão” e o Cristão tão mundano?
    Foi ouvindo God Put A smile Upon Your Face que Deus colocou um sorriso em minha face, ouvindo Talk aprendi que as vezes é preciso conversar, e Clocks me ensinou a dá importancia ao tempo, Lost me mostrou que eu estou perdendo e que o sucesso é suicida, Trouble mostra que existem problemas mas foi ouvindo Everything’s Not Lost que nem tudo está perdido. Emocionai-me ouvindo A Message, me apaixonei ouvindo Lovers in Japan, e nesse país de contrastes, de ricos e pobres aprendi a não ficar calado, é preciso A Spell A Rebel Yell, In My Place me mostra que todos nós temos um lugar, um cantinho no coração de alguém e Fix You que é possível concertar você. Mas a musica que traduz todas essas, que fala da arte de viver tendo sempre os pés no chão, que um dia podemos varrer ruas que eram nossas, que nada é pra sempre, apenas o bem, o viver a vida verdadeiramente entendendo que a grandeza de um momento está na importância que se dá a ele. Em fim Viva La Vida.

    Cuidado, Chris pode está bem mais perto do céu que muitos aqui, que Deus nos julgue, os julgue e nos salve…

  27. Matheus disse:

    Olá a todos eu tenho 13 anos e gostaria de tirar uma dúvida aqui: eu gostava muito das musicas do Coldplay minha favorita era essa Viva la vida, na quela época eu era ”bobo”, não conhecia mensagens subiliminares, mas sabia que devia ficar longe de coisas que sejam contra Jesus como minha mãe ensinou.Eu sabia que existiam pessos que para chegar a fama colocavam nomes maliciosos em sua banda ou nos títulos da música,tanto que minha mãe me contou que nos seus tempos de colégio existia uma banda de alunos que se chamava ”Inimigos de Jesus” (sinal de que são amigos do… eu nem gosto muito de falar o nome). Então ao passar para o colégio pedro II conheci amigos que me contaram mais sobre mensagens subliminares, quando as conheici comecei a procurar vídeo no youtube que as tratavam. Via tambem muitas musicas,desenhos,jogos que eu gosto com mensagens subliminares
    por exemplo bob esponja,YU-GI-OH,… fiquei espantado ao ver coisas que eu gostava de outro modo. Indo logo para as dúvidas,eu deveria parar de jogar jogos,ver desenhos,berber algumas bebidas(coca-cola) que contem mensagens subiliminares como a maioria das Bandas(coldplay,beatles,..),jogos como (yu gi oh)? Até por que não me deixaria influenciar por essas mensagens mas tenho medo de que esteja pecando ou de alguma forma ajido contra a vontade de Deus agradeço muito a todos por estarem postando mensagens e ajudando aos outros até a mim e que deus abençoe a todos.
    ps: sou católico

    GLORIA A DEUS!!!

  28. Danilo disse:

    Concordo com Quim Buckland, achei que ele foi preciso em sua resposta.
    Eu quero ver quando é que vão parar de jugar os outros dessa forma,”não agravando a todos”, questionar sim, mais jugar nunca, só cabe a Deus nos jugar.
    Eu particulamente sou fã de Cold Paly, acho uma banda fantástica com letras e melodias incríveis.
    Ah… outra coisa, tem uma coisa que eu mim intriga muito, é a hipocrisia de muitos…

    Bom tópico.
    Fiquem com Deus.

  29. Coisa de Evangélico que não tem o que fazer, procurar chifre em cabeça de piolho.

    A letra claramente faz referencia à revolução francesa, e a queda do Rei Luiz XVI e a nova ordem politica na França e é claro, um crítica ao clero católico.

    Parem de procurar coisas onde não há, professem sua fé através da caridade.

  30. R.Rachel disse:

    Olha fiquei confusa, e muito, sou fã da banda tenho todos os CD’s e me agrada ouvir as melodias, sou cristã e sempre tentei analisar as letras da banda, e essa, realmente me deixou de cabelo em pé, fiquei triste ao saber da possibilidade de certas interpretações bem se estiverem corretas não pensarei duas vezes em quebrar todos os CD’s.
    Em uma entrevista o Chris demonstrou ser bem confuso a respeito de suas crenças: “Eu definitivamente acredito em Deus. Como você pode olhar para qualquer coisa e não acreditar que isso foi feito pelo milagroso?” Na mesma entrevista, ele falou que já passou por um período de confusão espiritual, dizendo “Passei por um momento estranho, começando quando eu tinha uns 16-22, na qual estava ligado Deus, religião, superstição, julgamento, e eu estava muito confuso” bem acreditar em Deus até o diabo acredita, mas quem Chris está seguindo afinal?.. quando vejo as letras do Chris sinto que ele está confuso na maioria das vezes.. vendo o clipe da música “shiver” você pode notar que foi gravado em uma igreja.. vi um video também que mostrava certas imagens de supostos símbolos marçons no clipe da música, mas nada que você pudesse afirmar 100%.. e também vi várias outras letras suspeitas eu queria certeza mas todas as letras são bem enigmáticas e você pode ter várias interpretações diferentes e pode se notar que a banda conhece bem a bíblia, mas a dúvida persiste… outra letra BEMMM intrigante que eu sugiro a interpretação é parachutes ele fala:

    “Ele penetrou em mim
    Ignorando todos os meus fundamentos
    Implorando para sair
    Não me justifica o nome
    Caiu do céu
    Cessar-lo para ser
    Sem uma resposta
    Gravidade eu não
    E quando eu despertar
    Eu sabia que aquilo era real
    Esperança para convencê-lo”

    Bem tem algo estranho para mim aí…
    Eu não tenho uma conclusão sobre o assunto, do pouco que conheço a bíblia acho que essa possibilidade é totalmente plausível mas a outra também é então não tenho certeza sobre o seu real intuito da música.. para mim a ideia de um Chris confuso que as vezes fala sobre o amor, desespero, ainda persiste… bem… cabe a Deus julgar, só mas uma coisinha se Chris foi criado no evagelho desde criança acho dificil ele ter se desviado completamente até porque Deus fala ensina teu filho desde de cedo nos caminhos do Senhor e esse não se desviará dele.. será que ele se desviou… acho que isso a gente só vai saber com mais interpretações de mais músicas. Amei as interpretações ;/

  31. Nathalia disse:

    Estava procurando essa musica a tempos e não sabia a letra,sabia somente a melodia…
    Ao ouvir a musica numa radio e descobrir os dados logo coloquei no YOUTUBE para ouvir e fiquei interessada na letra então entrei num site para ver a tradução da musica…
    Me espantei muitooo e procurei algum site para me explicar oque significava realmente a letra da musica, encontrei alguns, e depois esse, e agora consigo entender muito mais
    Se fiquei espantada na hora que vi a tradução, imaginem como fiquei ao ler a esse blog !!Muito esclarecedor e objetivo!!!Gostei muito e me ajudou !!

  32. Firmino disse:

    Não é de hoje que Satanas se utiliza de tudo o que tem a seu redor para levar o homem ao inferno,televisão, livros,cultura, filosofia, religião, ciencia, musica, arte, esporte e etc. Tudo isso vem de Deus. Mas o homem por causa do pecado, pode tornar quase tudo em algo mal. Ou seja, pode usar por influência de Satanas qualquer para o mal e Satanas usao homem apara levar outro homem ao inferno ou se afastar de Deus.

    Está escrito:

    “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma. 1 Coríntios 6:12′.

    Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. 1 João 2:15

    Então se ou sou de Cristo (crente) eu não sou do mundo e mundo me odeia.Certo?

    Então se ou sou de Cristo e amo o mundo (coisas do) então o Pai não esta em mim.

    Concluindo: Arte, livros, musicas, tv, cinema, filmes, rock, pagode, hip hpo,e etc, ou seja tudo que se faz neste mundo e licito quando não me afasta de Deus ou Deus abomina.

    Posso ate gostar de Roch mas que seja rock cristão (para louvar a Deus)
    Tudo que eu faço dev ser para Deus e por Deus.

    E no mais não temos tempo para ficar discutindo sobre musica do mundo ou qualquer coisa que seja. É obivio que a teologia ta ai para isso para combarte heresias e o estudo sobre “viva la vida” é claro e perfeito. (Quem tem ouvidos ouça o que o Espirito diz).

    Então vamos pregar o evangelho da salvação pois, vidas estão sendo tragadas por satanas, por meio de musicas mundanas que incentivam a depressão, morte, tristeza, pornografia e etc.

    Nosso inimigo não é de carne e osso e não fica ouvindo musicas depressiivas. ele veio para matar roubar e destruir.

    Meus irmãos, não se admirem se o mundo os odeia. 1 João 3:13

    final

    Não volto mais aqui pois, estou numa grande obra e não posso parar.

    Ofereçam música a Deus, cantem louvores! Ofereçam música ao nosso Rei, cantem louvores! Salmos 47:6

    Ofereçam música ao Senhor com a harpa, com a harpa e ao som de canções, Salmos 98:5

    Louvem eles o seu nome com danças; ofereçam-lhe música com tamborim e harpa. Salmos 149:3

  33. Luiz Paulo disse:

    SÓ QUE ENTENDER PORQUE O VOCALISTA TEM UMA MARCA VERMELHA BEM AONDE JESUS FOI ATINGIDO QUANDO ESTAVA NA CRUZ…

  34. luciana disse:

    O que vale é que é uma boa música, mesmo que satânica ou não. Voc~e escolhe o seu lado e Deus é tão e o Diabo tão ganacioso que voc~e pode ficar entre os dois e ser amado.

  35. Fernanda disse:

    Agora estou com medo da música, como de outras com mensagens subliminares e outras até mais diretas contra cristo, mas acredito que as subliminares são piores pois os autores fazem elas com seus objetivos em entre-linhas usando de mais complexidade para tal, ou até de certa forma sendo infelizmente influenciados por Satanás por estarem vulneráveis espiritualmente ou por realmente o adorá-lo pelo fato de amarem o mundo, amarem a fama, o sucesso, o dinheiro e desta forma não amarem a Deus, quando ouvi o clipe e sua legenda fiquei assustada e procurei algum lugar onde pudesse ter alguma interpretação da música. Quem ouve a música e não entende de inglês acha ela “bonitinha”, mas depois que entendemos o que ela diz vemos que é algo que discordamos e que pode fazer alusão ao mal e ser contra Deus. É como algumas canções do Rolling Stones que fazem apologia a Diabo e são bem bonitinhas… Que Deus nos dê discernimento pois o que o Felipe falou é verdade a guerra está travada. É isso mesmo, essa guerra esta subliminarmente ou diretamente afirmada pelo justo ou injusto.

  36. priscila disse:

    achei esse comentário no youtube e p/ mim foi a melhor definição até agora:
    Ele está falando da Igreja Católica e seus desmandos seculares,
    “nunca ouve uma palavra honesta, mas isso foi quando eu dominava o mundo”, usando Jesus como pretexto p/ suas invasões e destruições, hoje o seu poder já não incomoda tanto, e muitos querem a “cabeça deles em uma bandeja de prata”, Pedro negou Jesus 3 vezes, uma analogia a rejeição atual a “igreja”

  37. VIVIANE disse:

    UAU! São tantas interpretações, bom a minha é que:

    - Ele aborda os dois, o lado revolucionário e o religioso, se ele quisesse direcionar a um tema ùnico, não teria deixado uma mensagem enigmatica. O reis existem ha um longo período, desde os tempos bíblicos, o que se tem em comum é que todos cairam. Grandes potencias faliram, ninguem definitivamente pode se afirmar estar sempre de pé. Por seus próprios desejos egoistas e pelo egoismo dos outros, é fato, quantas pessoas ja quiseram usupar o trono de outros. Assim como mataram a Jesus por medo dele ser tornar o rei de Jerusalém.

    Ele diz: ” Eu ouço os sinos de Jerusalém tocando / Os corais da cavalaria romana cantando /
    Seja meu espelho, minha espada e escudo.
    Esta é a parte da glória que tantos almejavam, mais um dia ela acabaria:

    ” Revolucionários esperam / Pela minha cabeça em uma bandeja de prata / Apenas uma marionete em uma solitária corda.
    Esta é a derrocada.

    Ou seja todos os grandes reis tiveram seus momentos de glória e derrota.

    É O QUE EU ENTENDI.
    BJOS.

  38. “Eu costumava dominar o mundo

    Mares se agitatavam ao meu comando”

    Gente, não é óbvio que esse é um ponto de vista do rei, que comandava seu povo e as viagens ultramarinas?
    Cada um interpreta o que bem entender, mas por mim, Coldplay nesta musica, falou até dos erros pelos pecados cometidos pelo rei.

  39. Luiz Guimarães disse:

    Pessoal a intenção da letra se resume totalmente em apenas uma das frases citadas na musica: I know Saint Peter won’t call my name
    que significa:Eu sei que São Pedro jamais chamará meu nome,a única pessoa que tem absoluta certeza que não entrará no céu é justamente o inimigo e quando o Chris se refere a inimigos ele olha para o céu que é onde está o trono do Altíssimo que é o inimigo do suposto rei citado que todos já sabem quem é.Não vamos nos enganar porque essa letra é totalmente subliminar e está oculto em suas frases todo o seu objetivo.Abraços a todos e lembrem-se que quando Deus quer dar um recado Ele fala bem as claras e não faz rodeios com frases enigmáticas.

  40. realmente as coisas de deus são simples, e se achamos algo tão codificado assim, temos que repelir!!! abraço a todos ai fiquem com jah!!!

  41. Dineia Coura disse:

    Patricia Coura, Leia este blog. Sobre a música de Cold Play – Viva la Vida. Muito bem elaborado o texto e com muitas citações bíblicas para entendermos a mensagem da música, Bjs

  42. Hudson disse:

    Galerinha é o seguinte: Acho que agente só ver aquilo que agente quer. Confusa essa frase né…Eu vou explicar: Quanto o cara diz que em alguma música possui uma mensagem e ele toma aquilo como verdade, é por que aquela linha de interpretação que ele utilizou foi a primeira que veio na cabeça dele e isso reflete o que realmente tem mais importância para nós. Vejam que a música pode ser interpretada de várias formas. Portanto, seja espiritualmente ou historicamente, não se trata de uma música satânica, mesmo por que para isso o Cris teria que ser satanista kkkkk. Pra mim não faz sentido um cara ser satanista que escreve uma música que falaria da queda de um rei que alguns interpretam aqui na música como sendo Jesus ou Deus, e depois gravar músicas com mensagens natalinas como por exemplo Christmas Lights. Olha só o que diz no ultimo verso:

    Oh luzes do natal,
    Iluminem a rua.
    Estourem os fogos em mim.
    Que todos seus problemas vão embora logo
    Essas luzes de natal, continuem brilhando.

    Acho que ser cristão é amar o próximo, ser amigo de Deus e ser uma pessoa de bem. Querem saber se sou evangélico? Sim, mas gosto de dizer que sou cristão, mesmo por que Deus não é evangélico e Deus não morreu pela religião que tanto se defende. Deus olha mais para as pessoas…suas fraquezas seus medos e ama a todos nós, independente de qualquer coisa.
    Eu sei que existe um conflito entre o bem e o mal, mas esse conflito está dentro de nós. Na guerra entre Deus e o diabo eu não me meto. Não chego nem perto. O que eu poderia fazer pra ajudar um ou outro? kkkkkk apartar abriga dos dois? E se eu decidir ajudar o pobrezinho do diabo ele vai ganhar a gerra por causa disso? Deus então seria derrotado? Isso é tudo bresteira!
    O Coldplay é uma banda de lascar ! Gosto pra caramba. No dia que eles decidirem virar satanistas ou qualquer outra coisa, problema deles…é a vida deles…mas que é uma banda muito boa….isso é !!!!! assim como ACDC e OZZY que todos diziam que era um satanista por que mordeu a asa de um morcego no entanto nos finais de shows do Ozzy ele se despedia do público dizendo:
    God bless you !!! Deus abençoe vocês!!

  43. luiz s belmiro disse:

    Magnifícos quadros com diversos enigmas foram pintados e imortalizaram seus autores pelas imensas possibilidades de interpretações.
    Execelentes livros foram escritos à séculos e hoje continuam indecifráveis ou atuais e lúcidos ao mesmo tempo.
    Belas músicas como essa tendem a gerar tais polêmicas. Melodia e letra são maravihosas e os autores quando a compuseram, estavam tomados por inspirações de planos superiores.
    Me alegro em ver gente inteligente debatendo o assunto (excluindo eu e meu comentário, claro). Tem tanta coisa ridícula por aí exaltando explicitamente satã e outros males mas que para o bem da humanidade passa despercebido.
    Por isso devemos continuar ouvindo, lendo e apreciando. Mas Julgar, levar ao veredito, jogar aos céus ou ao inferno, ainda é ato muito relevante e aquém de nós meros mortais.

  44. Eu fico muito feliz em ver que muitos são ensinados pelo Espírito Santo! Eu tbm fui através desta postagem… eu nem era “fã” do ColdPlay… mas serviu para outras bandas internacionais que curtia e não costumava fazer uma analise critica das letras! Isso fala do quanto nos relacionamos com Deus. Ele só revela as coisas para os que tem intimidade com Ele. “A intimidade do Senhor é para os que o temem…” Sl 25:14

    Busquemos então ter sabedoria e intimidade com o Senhor mais e mais neste ano que se iniciará!

    “Ora, amados, visto que temos tais promessas, purifiquemo-nos de toda a imundícia da carne e do espírito, aperfeiçoando a santidade no temor de Deus.” 2 Coríntios 7:1

  45. Desculpe, perdi a paciência pra ler os comentários!
    Qndo é que os crentes vão abrir os olhos e parar de ver diabo em tudo heim?
    Mensagens subliminares? Texto sem contexto???
    Aliás, se vc cristão ainda tem uma visão medieval sobre bem e mal, rogo a Deus que de lhe tire a preguiça da frente, para que comece a estudar e renovar sua mente!
    Leia literatura, filosofia, historia, enfim tudo o que puder, saia de dentro do aquário que é a sua igreja e pare de ter medo da vida! Assuma a liberdade da vida que Deus te deu! Não tenha medo de pensar e ser livre! O Reino de Deus está presente a todo momento, é uma questão mto mais mental e metafisica(transcendente) do que religiosa, aliás, nossa religiosidade está a beira de falir o Cristianismo! Pulem do aquário enquanto há tempo! A mensagem de Jesus se resume em Amor, e onde há amor não há medo!

  46. Jorge Alex Passamani disse:

    Muito obrigado por sua análise da ,letra da canção VIVA LA VIda, amigo.

    Sou discípulo de JESUS CRISTO, meu único Senhor e Salvador e vez por outra toco na noite, MPB e música internacional dos anos 70 e 80.

    Sempre procuro selecionar muito bem aquilo que vou cantar para não cantar nenhuma blasfêmia contra o meu Deus Eterno.

    Estava termianndo de preparar esta canção para o meu repertório mas, como também sou professor de inglês há 28 anos, estava meio grilado com essa letra…Já com a música praticamente tirada, resolvi buscar algo sobre ela no Google e encontrei a sua crítica. Muito boa,

    Que os meus fãs me perdoem mas essa eu vou ficar devendo a eles, realmente muito estranha e, pelo sim, pelo não é melhor não arriscar, né ?

    Deus te abençoe, bro !

    Alex

  47. Bianca Sena disse:

    ja q as discussoes tenderam mais pra um lado religioso vou expor meu ponto de vista

    Acredito q grande maioria de qualquer tipo de manifestação de arte deve ser apreciada tranquilamente, pra mim pelo menos mais pro lado do ser humano do que a espiritualidade propriamente dita; pois envolverá sentimentos, emoções, lembranças de um ser humano e também algumas reflexões, isto é o estado natural, isto é o estado do ser humano sem deixar de lado a espiritualidade que nos remete a reflexões da vida do que somo hoje do que éramos no passado para planejar um futuro melhor, mas nem sempre numa obra de arte haverá um lado espiritual envolvido e por isso deixará de ser boa e nem por outra obra de arte mais pro lado espiritual ou maligno que também deixara de ser boa, obras de todos os tipos existem para podermos termos uma visão mais abrangente do mundo as vezes ligando-as em nossas vidas outras vezes não e tudo isso pra se ter uma melhor opinião de tudo que nos acerca e vivermos bem consigo mesmo, é claro que não podemos nos esquecer que pessoas querem mostrar que o seu ponto de vista é o correto por isso acredito que ter discernimento é fundamental como conhecendo muitas obras de arte de qualquer tipo para sempre ter uma visao bem abrangente.

    AS PESSOAS MUITAS VEZES OUVEM MUSICA PARA ENTRAREM EM UM MELHOR ESTADO DE BEM-ESTAR DE VIDA NAQUELE MOMENTO ESKECENDO UM POUKO O LADO DA ESPIRITUALIDADE, AS VEZES SÓ PELA HARMONIA DA MUSICA AS PESSOAS JA SE SENTEM MELHOR E PENSAO NO QUE PODERIAO FAZER DE MELHOR EM SUAS VIDAS RESPECTIVAMENTE E NAS VIDAS DOS OUTROS QUE TEM OU NAO INFLUENCIA DIRETA NAS SUAS VIDAS.
    OUTRAS MUSICAS COMO AS DO COLDPLAY NOS FAZEM REMETER A UM ESTADO MAIS ESPIRTUOSO DAS COISAS AO NOSSO REDOR, REFLETINDO SOBRE ACONTECIMENTOS DO NOSSO PASSADO E O DA SOCIEDADE EM SI E FAZENDO ANALOGIAS COM O NOSSO PRESENTE…MAS ACREDITO QUE NUNCA DEVEMOS JULGAR O COMPOSITOR/ARTISTA POIS É DIFICIL SABER O QUE OU QUAIS SENTIMENTOS ESTAVAM SENDO EXPULSADOS EM ALGUNS VERSOS OU SENDO APENAS TRECHOS DE OUTRAS ESTORIAS QUE FIZERAM SENTIDO NA VIDA DELE E ELE ESTA COLOCANDO EM FORMA DE POESIA. PESSOAS DEVEM SEMPRE ENTENDER O MELHOR LADO DA MUSICA PARA ELAS E NAO ROTULAR O COMPOSITOR, POIS TUDO QUE ELE ESTA FAZENDO É DEMONSTRANDO SEU PONTO DE VISTA E NA MUSICA VIVA LA VIDA ACREDITO DE UMA FORMA MAIS ABRANGENTE TANTO NA MELODIA QUE PODERIA DEMONSTRAR UM ESTADO DE SUPERAÇÃO E A LETRA Q PODERIA SER A RELAÇÃO A TUDO QUE O CERCA, TALVEZ OPNIÃO COMUM AOS INTEGRANTES DA BANDA.

    • Matheus Sena disse:

      A minha visão é de que a igreja(que seria o clero no absolutismo e eles apoiavam que o rei era a representação de Deus na terra, acredito que alguns homens acreditavam estar interpretando os textos bíblicos da maneira correta para se auto condecorarem as santidades em terra)a igreja utilizou o nome de Jesus em beneficio próprio por muito tempo e hoje ainda faz mas com mais sutileza…se reformamos a política por que a religião cristão não poderia ser reformada também? Essa é a pergunta que muitos artistas utilizam em suas letras de musicas, as vezes de forma direta (muitos acreditando que são obras satânicas) e indiretamente por muitas vezes por mensagens subliminares ou simplesmente paródias estórias com algum tipo de relação em comum. Por isso essa comparação na musica acredito eu… abrass

  48. Eduarda disse:

    Analisem “Fix you tbm…Ah!! nao esquece de “Paradise” essas parecem ser bem demoniacas!

  49. Moreira disse:

    Aff…eu me canso de ver cristãos se desesperando,procurando subliminar em tudo,vendo o demônio em tudo…é incrível,ás vezes pessoas que nem oram,nem leem a bíblia (eu sei porque já fui assim) mas ficam o dia inteiro procurando mensagens subliminar em músicas,em filmes,perdem a vida e o tempo (q poderiam ser gastos com Deus) metendo o pau e julgando pessoas e até mesmo quando não conseguem mostrar com clarezas suas “supostas” descobertas de demonios em coisas,essas pessoas fazem questão de misturar versículos,Jesus,Diabo,Ezequiel. É muito triste. Eu sou cristão,evangélico,e nem por isso saio por aí “caçando demonios e seguidores de satã”.
    E a respeito da letra da música: Chris se refere a “viver a vida”,mesmo tendo perdido tudo (o reinado),não há nem uma referencia a Céu e inferno,Satanás (apenas á São Pedro) e essas paranóias de quem num tem nada para fazer.
    Uma dica: Vá orar,pergunte para Deus se o julgamento que você faz e incita cristões a fazer é certo.

  50. Jeronimo Neto disse:

    Fantástico Filipe! Gosto da música em questão e de música em geral. Sou convertido ao Cristianismo e tenho procurado discernir sobre temas polêmicos – espirituais e carnais – do cotidiano. Após a conversão a dúvida era o que fazer com meus discos de rock’in roll, não queria o legalismo farisáico mas também não aceitava o liberalismo filosófico-religioso dos sincréticos. Aos poucos fui conhecendo a liberdade em Cristo – principalmente através das epístolas de Paulo – e isso foi um grande alívio às dúvidas que me assolavam naquela época. Tenho me esforçado muito e ouvido muitas pregações e mensagens Cristãs, não me considero maduro espiritualmente, mas também não pertenço a nenhuma congregação de ignorantes que servem de massa de manobra para os infieis sacerdotes que procuram lucrar com a fé alheia. Fiquei preocupado com a possível alusão a satanás na interpretação de “Viva La Vida” a melodia é cativante e eu não tinha ainda procurado a tradução da letra, então coloquei me a buscar uma luz que me conduzisse a uma real, verdadeira e equilibrada e isenta interpretação e acabei chegando a este site. O que achei aqui foi muito extraordinário; pessoas compromissadas com a análise desapaixonada do conteúdo da obra do Coldplay, gostei muito da educação e do respeito dos comentaristas aos comentários “contrários”. Após algum tempo de conversão decidi não fechar às portas à algumas questões, e acho que não devemos fechar mesmo, a não ser daquilo que não se pode abrir mao, ou seja: da Soberania de Deus, do plano salvítico da cruz para os homens, do único e suficiente caminho, ou seja Jesus, Jesus e apenas Jesus. Creio por fim que aprendi mais uma vez a ouvir e respeitar os pontos de vista que divergem, quanto á música vou continuar a ouvi-lá, pois não a considerei demoníaca, crendo entretanto que devemos sempre estar atento às mensagens que nos chegam nas suas diversas formas e meios.

    A Paz à todos do nosso único e soberado Rei! Jesus! E “Viva la Vida” Porque Dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.

    Romanos 11:36

  51. Aducci Correia Néto disse:

    A música é irônica. Olha a expressão do vocalista ao dizer “for some reason I can’t explain”. Como se tudo isso fosse um teatro, uma novelinha, no qual as pessoas acreditam.

    As pessoas não sabem, contudo, explicar o porquê (isso porque nem mesmo a Bíblia que se diz a verdade absoluta explica, deixando muitas pessoas na incerteza, além de todas as contradições e etc.) de todo esse teatro: Satanás pecou com a soberba (quem criou a soberba?; caiu com 1 terço dos anjos do céu; pode se relacionar com o ser humano (por que já não foi imediatamente para a sua condenação, evitando com que Eva pecasse?); o fruto que tentou Eva era atraente (por que o pecado tem que ser tão bom para o homem, mesmo quando esse ainda não o conhece?); e o resto todos já sabem.

    Percebe-se também uma marca na camisa do vocalista, justamente na costela, que é onde Jesus Cristo foi atingido após estar morto. A música trás muitas ambiguidades, pois hora se interpreta como se fosse Satanás, e ora como se fosse Cristo. Mas a realidade é que é uma grande crítica ao cristianismo.

    Podemos imaginar isso como se fosse Cristo falando num futuro distante, onde as pessoas aderem ao conhecimento verdadeiro, e não à fé cega. Por isso dizer: eu ouço os sinos de Jerusalém tocarem, corais da cavalaria de Roma estão cantando, sejam como eu, minha espada, meu escudo, meus missionários em um campo estrangeiro. Por algum motivo que EU REALMENTE NÃO SEI EXPLICAR…

    Quem é Jerusalém senão a representação da sede do judaísmo e do cristianismo, e quem é Roma senão a representação da consolidação do Evangelho no mundo?

    Podemos ver críticas semelhantes em Violet Hill, onde ele diz que o futuro é arquitetado por um carnaval de idiotas, é melhor você se calar. Banco viraram catedrals. Uma raposa virou Deus. Padres se agarram à Bíblias, ocas para depositarem suas armas, e a cruz segurada no alto.

    Pense nisso.

  52. André Castagnazzi disse:

    Realmente eu tbm quando vi o clipe pela primeira vez.logo apos corri para a tradição é persebi logo de cara que ele estava falando de jesus cristo isso é em (parabolas) como era assim usado por nosso senhor jesus cristo.Não era assim que ele falava?em parabolas(indiretas?)Então eu faço assim quando vejo um video e capto alguma mensagem.corro pra tradução e quando vejo duplos sentidos ou indiretas simplesmente me abstenho.Porque toddos esses cantores ou atores usam esses tipos de estrategias.mas seus alvos principais são sempre um só O criador e seu filho jesus cristo.

  53. Lucas Macêdo disse:

    Gente não a o que questionar mais, temos que ter perceptiva das coisas e saber que uma música com um começo que fala “Eu costumava dominar o mundo
    Oceanos se abriam quando eu ordenava.” Não deve ser coisa pra pormos no nosso ouvidos e dizer es-me aqui senhor. nós evangélicos temos o papel de pregar o que Deus nos proporciono para pregar, e escutar o que ele que edifica a nossa vida. Quem erá Lúcifer? Um Querubim, um ministro do louvor um dos anjos com sentimentos, talvez o único. E devemos saber que o meio que ele opera mais para o afastamento de Deus com o homem é através das músicas, Viva La Vida é uma. Nós evangélicos temos que botar aqueles hinos que nos faça sair do mundo e entra na presença de Deus, se Viva La Vida não tem esse poder de fazer isso, então é uma música voltada para o inimigo de nossas almas. Não deixe palavras ocultas te iludir.

    Infiéis, não sabeis que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus.
    Tiago 4:4

  54. Alguem legal :D disse:

    Cara,pra mim,é sobre um homem que tinha Deus,e ganhou tudo,mas o deixou,e perdeu tudo.
    Com a permição de Deus,você pode separar os mares em dois(Moisés).

    Mas largou a Deus,agora dorme sozinho,varrendo as ruas que ele tinha.

    As pessoas não podiam entender o ser que ele se tornou,porque ele é um rei,e ficou orgulhoso,o que o distanciou de Deus,e assim ele se tornou outra pessoa.(“People can’t believe what i’ve become”)
    Por ter se distanciado de Deus,ele não merece ir para o Céu.
    E ele fala “For some reason I can’t explain
    Once you’d gone there was never
    Never an honest word
    That was when I ruled the world”
    Ou seja
    “Desde que você se foi(Deus)não houve uma palavra honesta”

    Pra mim a musica significa alguém pode ter tudo se seguir a palavra Dele,mas pode perder tudo se Dele se separar.

    Não tenho conhecimento bíblico nenhum perto de você,eu gosto de Coldplay e para mim a musica é isso.

  55. Igor Ferreira disse:

    para mim essa música não tem nenhum cunho religioso para que detenha um interpretação baseada na fé, concordo com os amigos acima que dizem que esta música somente trata de relatos das revoluções burguesas e as interpretações devem ser tiradas daí.

  56. Luan disse:

    depois que li a traduçao logo exclui a musica do meu celular
    eu sou crente e tente fazer o possivel pra estar longe ds coisas do mal
    meu celular so tem louvor a Deus
    os unicos mundanos que eu tenho assim e Coldplay

  57. Felipe B disse:

    Sou cristão,e não vi motivos para satanismo no clipe,nem na letra,eu acho q a música,assim como o mesmo texto da bíblia pode ser interpretado de várias formas,tambem pode ter outras interpretaçoes,cada um absorve oq acha melhor pra si,eu acho interressante a sua opinião nao posso discordar pq cada um tem a sua,mas para as outras pessoas q estao lendo,fiquem mais atentas nem tudo e ocultismo,eu acho ate q o Chris estava mesmo falando da revoluçao francesa,e por esta se referindo a um “rei” usou passagens bíblicas para falar tambem do Reis dos Reis,Jesus.
    E eu gostaria de ver sua análise do 2° versão do clipe de Viva la Vida.
    Que Deus abençoe a todos!

  58. Raphael disse:

    olha…. fiquei sem saber o q pensar sobre a música, se ouço , se não ouço , se canto ou se não canto , mas isso é o de menos agora, eu não acho q isso vá me afastar de Deus nem nada , mas que é intrigante isso é , desde pequeno sempre tive muito conhecimento de ingles e cantava a música sem pensar no significado , com meu ingles melhorando mais ainda não precisei nem ver a tradução da música mas aos poucos comecei a pensar que era uma música baseada na história , depois q era uma com mensagem subliminar , mas ainda não descarto nenhuma das possibilidades, não sei direito o q pensar, a música pode ter sido baseada em vários temas, nem toda música do mundo tem origem maligna , mas essa pode ser as 2 , pode ser camuflada , impossível ter certeza , muito misterioso o coldplay , com essas músicas históricas… ou não…

  59. Luiz Carlos disse:

    Pelo que se pode identificar nessa letra, ele TAMBÉM pode estar se referindo ao poder da igreja católica, que foi se deteriorando com o passar dos séculos, e muitos hoje querem mesmo a “cabeça do rei (Papa) em uma bandeja de prata”, pois nunca houve uma palavra verdadeira durante o seu reinado, apenas manipulação e terror (biblícamente falando), existem muitas interpretações possíveis, pois o autor deixou isso em aberto na escolha das palavras, mas uma coisa é certa, se “são Pedro” não vai chamar o nome dele (satanás), isso é um tiro no próprio pé, ou quem é que vai querer segui-lo sabendo desse “pequeno detalhe” da sua existência ???, parece mesmo que o catolicismo tem perdido adeptos para outras religiões, e isso fica bem claro nessa música…

  60. Lucas disse:

    Como fã fanático da banda nao poderia deixar de comentar…

    Sou cristão e não vejo maldade nenhuma na música, frequento a igreja e inclusive levei até meu pastor a letra, a música tem DIVERSAS interpretações, procurem lá no wikipédia pra verem, o grande problema aqui, É QUE DENTRE TODAS AS POSSÍVEIS INTERPRETAÇÕES VOCES PRECISAM ACREDITAR NA MAIS POLÊMICA, O SER HUMANO NAO CONSEGUE ACEITAR O FATO DE SER UMA LETRA QUE TRATA DE SENTIMENTOS APENAS, OU REVOLUÇÃO FRANCESA, OU A VIDA DA RAINHA MARIA ANTONIETA, “I used to roll the dice” remete-nos ao facto de Maria Antonieta ser uma grande fã do jogo, “And I discovered that my castles stand/ Upon pillars of salt and pillars of sand” pode ser referente ao acontecimento da tomada do Palácio de Versalhes pelos revolucionários e a referência ao “Roman Cavalry” pode ser ligada às origens de Maria Antonieta pois ela era filha do Sacro Imperador Romano-Germânico.

    Ou seja, tantas formas de ver e sentir a música e vcs aqui escolhendo a forma mais tosca só pra criar mais e mais conspirações contra as coisas, a propósito olha lá fix you, paradise, clocks, daí vê o quão diabólica é a a banda, pff, me poupem,

  61. Eu sou cristão evangélico e estava ouvindo umas músicas deles por simplesmente gostar dos teclados e dos riffs de guitarra durante as músicas, até que cheguei a esta. As palavras do autor deste texto são bem esclarecedoras e só reforçam a minha ideia, mas o que realmente fez me ver que tinha “algo estranho” na mesma era o simbolismo e a forma do seu olhar. Ele constantemente olha para cima até num sinal de deboche, e eu acredito que não é olhando para o céu que simboliza-se um grande comandante como Napoleão, mas simbolizando algum tipo de santo ou de deus . Porém, como apreciador de história, também vi a vertente que leva a Napoleão Bonaparte. Creio que o autor desta musica, Chris Martin, fez isto para que: os quais não acreditam em teorias de mensagens que são colocadas como uma outra camada na música, creiam que não passe de uma era histórica e que tenham argumento para esta vertente, enquanto nós, que percebemos detalhadamente com base bíblica, acreditássemos e fossemos tirados como bobos pela maioria da população. Além de que, como foi dito no texto, o autor faz uma espécie de convite e que acaba entrando no subconsciente das pessoas, fazendo de uma forma ou outra acreditarem naquilo.

    Graça e paz

  62. Dayna disse:

    Muito obrigada por fazer essa interpretação sábia ! Sou cristã mas gostava das músicas do coldplay e nunca analisei as letras desse jeito , não ouço mais agora ! Que Deus te abençoe , realmente estamos cercados de coisas satanicas na mídia !

  63. cetico disse:

    “acreditarem naquilo” num monstro invisivel torturando a humanidade ACORDEM!

  64. laura disse:

    QUEM CONHECE UM POUCO DA BÍBLIA SABE QUE EXISTE UMA GRANDE GUERRA ESPIRITUAL EM PLENO VAPOR.EU CONCORDO COM A INTERPRETAÇÃO DO FELIPE, POIS O INIMIGO NÃO BRINCA EM SERVIÇO, E QDO O MUSICO FALA EM INIMIGO E APONTA PARA O CÉU DEIXA MAIS CLARO AINDA SOBRE QUEM ELE ESTÁ FALANDO. QUEM JA OUVIU FALAR DE MÍDIA CONTROLADA? E MENSAGENS SUBLIMINARES? ILLUMINATI? JA VI VÁRIAS MUSICAS FALANDO SOBRE OS ILLUMINATIS, VEJAM A TRADUÇÃO DAS MÚSICAS DE LADY GAGA, COINSCIDÊNCIA É QUE NÃO É.
    CLARO Q ELES PODEM USAR UMA HISTÓRIA PARECIDA COMO A MENINA DISSE SOBRE A REVOLUÇÃO, MAIS O REAL SENTIDO COM CERTEZA É OUTRO. ESSA É A MINHA OPINIÃO.

  65. professora disse:

    AFF! Lendo os posts nesse blog cada vez mais percebo como as pessoas são paranóicas…. Fica muito óbvio na música que ela traz uma reflexão a respeito do sistema monárquico. O personagem se encaixa mais nitidamente no rei Luis XVI, rei deposto e degolado durante a Revolução Francesa, quem sabe algumas alusões sobre Napoleão… Estudem História para entenderem o mundo, as pessoas insistem em dar suas opiniões absurdas sem nenhum conhecimento de mundo ou base teórica ou reproduzem o que os pastores alienados falam onde tudo é demoníaco… Parem de ver coisa onde não tem e de julgar os outros quando não gostam de algo ou não sabem do que se trata, isso é ridiculo, um atraso! Podemos de forma mais ampla relacionar a música à ideia de gradual desintegração do sentido das monarquias no passado (por isso eles se desintegram aos poucos no final do clipe) e a uma crítica e até contestação ao sentido da monarquia inglesa, uma das mais tradicionais na Europa ainda nos tempos atuais.

    • Juliana disse:

      A professora nos diz: – “Estudem história”, a Bíblia também é história… Eu lhe digo: – “Estude a bíblia”. Que Deus lhe dê discernimento professora, Deus abençoe!!!

  66. abel disse:

    Na minha opinião devemos analisar a letra da música partindo pelo seu título: “Viva la Vida”, pois é no título da canção que normalmente se resume todo o conteúdo da letra.
    Significa portanto, que em resumo ele quer que nós vivamos a vida.Ok…Mas de que forma?
    Bom analisando o texto de forma geral, vemos que ele conta a história de um rei tinha muitos poderes e que perdeu esse poder, pois seu poder apesar de grande era frágil (construído sobre a areia). Porém parece (não fica muito claro) que este rei quer voltar ao poder pois faz uma espécie de convocação quando diz “Seja meu espelho, minha espada e escudo, Meus missionários em um campo desconhecido”. Diz que no tempo que era rei não havia palavra honesta no mundo e que sabe que são pedro não chamará o seu nome. Isso se repete por várias vezes.
    Diz ainda que “quando você se foi” (?) era quando ele dominava o mundo e que não havia palavra honesta nesse tempo.
    Quem é esse que se foi quando ele passou a dominar o mundo? Por que não havia palavra honesta e porque São Pedro não o chamará? O que isso tem a ver com o título da música?
    As dicas a estas repostas podem estar nos quadros de Frida Kayo (Viva la Vida) e Delacoroix “La Liberté guidant le peuple” (Liberdade liderando o povo). Ora, talvez, o rei deposto seja exatamente a Liberdade, porém a liberdade materialista, humana, liberdade esta que se opõe ao conceito de liberdade Cristã representada na música por São Pedro ou aquele que se foi (talvez Jesus).
    É aquela velha história do materialismo (humano) contra o espiritual (Divino).
    Ou seja a música no meu entender quer que nós sejamos livres para viver a liberdade materialista e os prazeres do mundo, enfim, VIVER LA VIDA, apesar de sabermos que desta forma estaremos abrindo mão do reino de Deus (o chamado de São Pedro). O que a canção diz e que você deve Viver a Viva, sem medo das consequências divinas, e que você usufrua de todos os prazeres que o mundo possa lhe proporcionar. Que que você seja missionário desta falsa porém prazerosa liberdade. Que você se renda aos prazeres do mundo e VIVA LA VIDA.

    ou talvez não seja nada disso…..kkkkk

    abraços.

  67. Lion disse:

    Sabem o que é pior que a MENTIRA?

    Uma FALSA VERDADE!

  68. Katrielen disse:

    Olha, eu sou evangélica, frequento a Assembleia de Deus, mas amo ouvir Coldplay. Não acho que essa letra tenha cunho satãnico. Além do mais, já traduções de músicas deles como o Fix You, God Put A Smile Upon Your Face, Paradise entre outras e não vi nada perigoso. Concordo com a Vanessa, no primeiro comentário e acho que a opinião dela faz mais sentido. Fora isso, ao invés de julgarmos a espiritualidade de pessoas com a qual nem conhecemos e muito menos sabemos de sua vida, oremosà Deus. Eu sei que, se tem coisa que não agrada a ele, podemos pedir pela Sua vontade e ele nos mostrará o que é certo ou não.
    Muitas vezes eu tive dúvidas quanto a algumas coisas que eu simpatizava, pedi para Deus fazer sua vontade e Ele simplesmente fez com que eu deixasse e gostar de alguma coisa que, muito tempo depois, descobri que não eram boas para mim. Assim como teve coisas que foram muito boas para mim, apesar de não serem “gospel”.
    Acho que somente Deus em o poder de julgar Chris Martin, ele nasceu num lar cristão e conhece a Palavra de Deus. Não conhecemos Chris Martin o particular e muito menos sabemos o que ele vive.
    Deus sabe de todas as coisas. Quanto ao Coldplay, gosto e ouço.
    Deus os abençoe e Viva La Vida em comunhão com Deus. Esta é minha opinião: não vejo nada satânico, apenas histórico.

  69. LUKAS MAURO disse:

    Muito legal sua interpretação Filipe!
    Me parece clara a imagem de Satanás falando,
    principalmente pelos elementos observados.
    Só não concordo com a parte “o Coldplay está incentivando você a servir”
    Nessa hora, acho que você exagerou, amigo.

    O texto reflete a imagem de um pobre diabo,
    alguém que já foi derrotado,
    é quase que um pedido de clemência.
    Não acho que quem quer que seja se sensibilize com o drama do rei destituído e lute ao seu lado.
    Ainda mais, nessa alegoria, Satanás interpreta o papel de Luis XVI, um monarca absolutista que conta com apelo popular absolutamente nulo. Imagine esse rei pedindo apoio nas ruas, chega a ser cômico.
    É como na peça “O Jardim do Inimigo” do grupo Jeová Nissi, protagonizado pelo diabo, há vários momentos em que ele se dirige ao público que se una a ele.
    Não dá pra dizer que a peça é demoníaca, né Filipe?
    Grande Abraço.

  70. Eliana disse:

    Nossa, eu nunca imaginaria que essa música daria tanta polêmica de interpretação.

    Desculpe, eu não sou evangélica, católica ou tenho qualquer outra religião. Acredito em Jesus Cristo e tento seguir o caminho do bem, não julgando. Mas tenho plena ciência de que sou falha.

    Na minha humilde opinião, essa música quer nos animar a “lutar pela vida”, lutar pelo bem. Não entendo de música, não sou musicista, mas sinto uma energia positiva, um bem estar muito grande, uma alegria em ouvir a melodia, depois que vi a letra, me decepcionei um pouco pois eu imaginava que falava apenas de viver a vida plenamente, sem alusões a religião nem a fato histórico específico.

    Lendo todos os posts, alguns considerei que faziam bastante sentido, outros achem muito exagerados, algumas opiniões parecem bem unilaterais.

    Antes de tudo, acredito que a música, como arte, é pluri-siginificativa, pode até ter uma primeira intenção na letra, mas acaba por dar margem a várias interpretações. Eu não consigo enxergar intenção de nos converter para o mal, isso seria simplista demais.

    Eu sou professora de literatura e nos poemas, mesmo tendo que analisá-los de acordo com as características de cada autor, sempre ficam algumas questões de interpretação, pois antes de intenções pseudo-objetivas, esses poemas apresentam-se como arte, ou seja, algo de mais transcendental perspassa pelos textos.

    Música não é um poema, mas creio que se assemelha à poesia pois o autor geralmente coloca sentimento na composição, assim como deve “sentir” que a melodia “encaixou-se” com a letra. Agora me pergunto: como uma melodia tão alegre como essa pode conter uma letra tão “malígna” como alguns propõe nos posts acima? Realmente não creio nisso….

    Outro ponto, se a mensagem é subliminar, não conseguimos enxergá-la tão claramente, e muitos tentam provar o significado da letra dando exemplos com as palavras EXPLICITAMENTE e não subliminarmente apresentadas na letra.

    De qualquer forma, esta é apenas mais uma opinião e não pretende ser a VERDADE, mesmo porque esta é bem relativa, e interpretação musical não me parece ser nada “CIENTÍFICA”…
    Além do mais, a própria ciência deve ser questionável para que haja evolução no conhecimento, do contrário vira apenas dogma!

    Abraços a todos.
    Eliana

  71. HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA Sério mesmo que vc perdeu tempo fazendo toda essa análise?? Tem coisas bem mais interessantes a se fazer do dar crédito pro diabo e tentar achar uma explicação pra não ouvir uma banda!

  72. Alfredo lima disse:

    Meus parabens pela interpretaçao… gostei dos comentarios.. A cada dia que passa a mente dos seres humanos vao se fechando…dia-a-dia vai ficando mais dificio de se colocar Deus na cabeça d’eles,nao querem acreditar nas coisas falsas que o diabo vem fazendo..as pessoas estao tao cegas que um vocalista pode falar p milhares de pessoas que quem o ajuda a cantar é o diabo,eles nao acreditam….justamente porque ele é o pai da mentira…se ele é o pai..”PAI” por isso nao entra na cabeça deles,pq ele sabe mentir…. e ninguem vai acreditar nos enviados de Deus..os que conhecem a verdade..sao hipócritas…tolos! acham que o diabo vai aparecer de chifres??? ahh para neh… ele era um anjo…pq chifres??? ele só foi expulso…caiu..é perdedor….esta nas trevas e n volta mais….mas p se vingar quer levar muiiitos com ele…orem por essas pessoas….abraços e fica com a Paz de Deus

  73. Larisa disse:

    Eu li TODO o seu texto! E na verdade, eu acho, que voce fez uma interpretaçao, bastante errada da letra dessa musica.
    Vou esclarecer pra voce…
    Chris Martin, vocalista do Coldplay, Eh apaixonado pela Revoluçao Francesa. Assim ele compos a musica Viva La Vida, como uma interpretaçao dessa historia, na musica Eh como se Chris fosse o rei Luís XVI da França, e ao mesmo tempo Napoleão Bonaparte. Isso que eu disse, eu posso afirmar e provar. Veja a capa do album da banda Coldplay, o nome do album Eh Viva La Vida assim como o nome da musica que tem nesse album, a mesma “Viva La Vida” que voce fala no seu texto. Capa do album Viva La Vida – http://www.ambrosia.com.br/wp-content/uploads/2008/06/vivalavida.jpg, A imagem que mais simboliza a Revoluçao Francesa – http://4.bp.blogspot.com/_MNjvTyDyXgc/TGw10_Qm5xI/AAAAAAAAAE0/MLDJ-jfc5Tk/s1600/RevoluoFrancesaSimbolo.jpg.
    Agora, procure se informar melhor e encontrar informaçoes veridicas, antes de sair fazendo acusaçoes falsas e sem sentido!

  74. Juliana disse:

    A letra da música aparentemente contém vários significados…Cada um interpreta do seu jeito,mas eu acredito que a música se refira ao rei Luís XVI,que perdeu todo seu poder na França durante a Revolução Francesa e logo depois foi decapitado.Outro fato que me faz acreditar que se refira a isso,é que o álbum Viva La Vida or Death and All His Friends (álbum dessa música) se refere em partes á Revolução Francesa.

  75. Pois é, pessoal, e se essa música causa tantas interpretações,eu pergunto: como pode um um grupo de “intelectuais” ter a ideia de colocar alguns trechos dessa música em uma prova do ENEM??? ENEM 2010, veja lá…kkk só loucos fazem isso, aliás… talvez nem eles saibam qual o verdadeiro sentido da letra da música, e de repente… o próprio autor não deixa totalmente claro o que ele quer dizer, mas ele já colocou frases e metáforas para justamente confundir o ouvinte e o leitor,talvez ele já sabia que a letra causaria polêmica, como também causaria polêmica caso ele deixasse totalmente claro o que ele pretende com a letra… tal “despertar” poderia trazer sérias críticas do povo em relação às intenções dele. Sinceramente acho uma crueldade quando se coloca textos desse tipó em provas e simulados para competições, quando usados para debates e análises como fazemos agora, é válido como uma certa aprendizagem, mas do contrário… protesto.Vestibulares, concursos..etc…. são assim… cheios de mistérios para a primeira cartada de reprovação. “medir” conhecimento?? para conseguir vagas de… bem, estudar, conhecer e aprender são “frutos” que nos levam a um propósito para caminharmos e para prosseguirmos, mas… “escravos do sistema” não. Vamos ler a BÍBLIA.

  76. Hamilton disse:

    Sou professor de história e evangélico,posso te dizer que quando conhecemos a bíblia,não tem como deixar de ver um sentido espiritual nesta letra, só que é implícito,mas as referência bíblicas são claras,não há como negar. não é viagem de crente. muitas bandas de rock assumidamente fazem pactos com o maligno. Pegue as letras do Irom Maidem e verão claramente letras de adoração a satanás. O rock, portanto não se trata de uma musica neutra. Não é porquê você não acredita no maligno que ele deixa de existir

  77. skid baiano disse:

    com deus não se brinca. ele venceu o mundo.

  78. Jaqueline Pacheco disse:

    Olá! Desde a primeira vez que ouvi esta música, percebi todos os apectos que você colocou muito bem aqui no seu post.
    É, no meu ponto de vista, a interpretação correta para a letra. De outra forma, porque o Coldplay citaria tantas peculiaridades bíblicas, como pilares de areia e sal, ou a cabeça numa bandeja de prata, ou por um minuto segurei a chave, que é, na minha opinião a maior evidência de que é correta sua interpretação, O diabo segurou a chave da vida e da morte por um minuto, mas o nosso Senhor Jesus Cristo, filho do Deus Altíssimo, venceu a morte e tomou das mãos do mal as chaves.
    Assim, agradeço imensamente sua explanação sábia e guiada pelo Espírito Santo.
    O Senhor nos dá discernimento quanto às coisas desta Terra, para que não sejamos enganados pelo mal. Sempre que ouço esa música, em algum lugar, – porque já a excluí da minha play list – sinto um desconforto muito grande, uma advertência do Santo Espírito de Deus.
    A Paz do Senhor.

  79. Erika disse:

    Vida la vida era uma de minhas musicas preferidas adorava o instrumental. Porem quando vi a letra percebi na hora que alem da parte historica falava sobre Jesus. Acho a banda legal, por Cris conhecer a palavra poderia usar todo seu dom para melhores interpretaçoes sobre Jesus, já que esta na musica fica confusa. Achei muito esclarecedor o que o Felipe escreveu. As coisas de Deus, sao claras, Deus nao e um Deus de CONFUSAO. Na duvida prefiro não ouvir mais.

  80. Juliana disse:

    Assistir o clip, e ir dando pause em várias cenas, é de dar arrepio, com tanta imagem assustadora… Isso não pertence a Deus, definitivamente.

  81. Larissa martins disse:

    Nossa como no mundo existe tanta ignorância … E é por isso que tenho orgulho de dizer que sou agnóstica!!!!

  82. Wander disse:

    Há quem diga que a letra faz referência a queda do império romano… Por isso as citações do novo testamento.

  83. Curioso disse:

    Bom…
    Eu não consegui ver nada bíblico na musica (talvez por ser ateu e não conhecer a bíblia).
    Pra mim a musica é uma historia de um rei que perdeu o poder e virou um “Zé ninguém”.
    E nessa musica eles misturaram varias historias de vários reis que tinham diferentes modos de governar suas terras e seu povo.
    Podem perceber que algumas estrofes da musica parecem falar de reis diferentes, mas que passaram pela mesma situação (perderam o poder).
    Esse é meu ponto de vista…

  84. Klinger Senra disse:

    Lembrei da melodia, que acho muito boa, por sinal, e busquei a letra no VAGALUME. Quando comecei a ler, rapidamente identifiquei a história: “Opa, isto é uma alusão”. Logo em seguida busquei algum blog que fizesse uma crítica à música e achei este seu… Concordo plenamente com seu post. Sejamos francos: a música tem uma excelente melodia, excelente sonoridade e isso mostra mais uma das táticas de Satanás para atrapalhar os caminhos dos filhos de Deus. Infelizmente ainda há pessoas que se enganam e fingem não acreditar nessas “coincidências”. Mas parabéns pelo seu trabalho e por não ter medo de expressar sua crença! Jesus está voltando e nosso dever é pregar esta notícia ao mundo!

  85. Milton Felis Pereira disse:

    Ola, primeiramente parabens pelo blog,
    Nós realmente precisamos abrir nossos olhos e parar de enxergar com inocência tudo que vemos,
    Temos que saber e entender que a grande maioria dos lideres políticos, estrelas do cinema e da musica que nós admiramos ja escolheram o lado deles nessa guerra milenar ,sendo assim o que eles puderem fazer para passar uma mensagem eles vao fazer,mesmo que de forma implícita e com varias formas de interpretação,
    O inimigo de Deus ainda domina esse mundo ,enquanto isso ,musicas ,filmes entre outros ,virãocheios das suas intensões


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.